Adriano Soares sobre Renan: “Alguém poderia explicar isso?”

Em vídeo nas redes sociais o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros, reagiu aos novos pedidos de inquérito da Procuradoria Geral da República (PGR) aceitos pelo STF, a partir de delações de executivos da Odebrecht.

Adriano Soares, reconhecido como um dos melhores juristas de sua geração, fez comentário, também nas redes sociais, analisando a fala do senador.

Em resumo, Soares que nunca manteve relação próxima com Renan Calheiros – antes pelo contrário – avalia que não se pode “devastar a imagem do Senador só com o mantra: ‘tem x inquéritos’? Estou fazendo um questionamento no plano jurídico. Detestem Renan Calheiros, critiquem-no, mas alguém poderia explicar isso?”

Veja o que ele diz:

“Vou fazer um comentário à margem do vídeo de Renan Calheiros. Renan teria contra si meia dúzia de inquéritos. É muito. Com tantas investigações, houve apenas uma ação penal, proposta sobre uma penca de fatos, que foi recebida apenas pela locação de carros por seu gabinete no Senado, mesmo assim com os ministros do STF ressaltando a fragilidade das alegações e provas.

Por que, depois de todo esse período, os inquéritos não se converteram em ações penais? São dois anos… Não se trata de demora do STF, do foro privilegiado; trata-se da ausência de atuação de Janot.

Então, pode-se detestar Renan, mas até agora ninguém apontou contas no exterior, situações concretas de benefícios pessoais. No depoimento dos delatores, falaram em doações partidárias ou eleitorais.

E aí: isso é certo? Pode-se devastar a imagem do Senador só com o mantra: “tem x inquéritos”? Estou fazendo um questionamento no plano jurídico. Detestem Renan Calheiros, critiquem-no, mas alguém poderia explicar isso?

OBS: 1. Comentários ofensivos ao senador serão apagados.

2. Não tenho nem nunca tive favores ou benefícios de Renan. Falo o que penso porque penso. Minhas ideias são livres e não estão à venda. É preciso acabar com esse comportamento de ódio que tomou conta das redes sociais, em que criamos demônios a serem conjurados ou destruídos”.

O que diz Renan Calheiros

No vídeo de que trata Soares, a do senador é concisa: “

“De novo a Procuradoria me investiga por compreendi indiretamente ou tentando criminalizar a doação legal a pretexto de obra cuja gestão é governo adversário. Eu confio na justiça. A chance de ter me favorecido é zero, zero. As minhas contas são auditadas desde 2003. Não há um centavo ilegal. Meu patrimônio é compatível e eu não tenho conta no exterior. E essas denúncias serão arquivadas por falta de prova, por falta de materialidade, mas seria o caso de se perguntar, a quem serve esse abuso, a quem serve essa perseguição?”

Para ver a postagem de Adriano ou o vídeo acesse os links a seguir:

https://www.facebook.com/adriano.soaresdacosta.3?fref=nf

https://www.facebook.com/renancalheirosoficial/videos/1159230030888705/

Veja aqui os novos pedidos de inquérito contra Renan Calheiros:

http://infograficos.estadao.com.br/politica/lista-de-fachin-odebrecht/inqueritos/4389.pdf

http://infograficos.estadao.com.br/politica/lista-de-fachin-odebrecht/inqueritos/4426.pdf

http://infograficos.estadao.com.br/politica/lista-de-fachin-odebrecht/inqueritos/4437.pdf

http://infograficos.estadao.com.br/politica/lista-de-fachin-odebrecht/inqueritos/4464.pdf

Descrição do autor

Edivaldo Junior

Edivaldo Junior

Edivaldo Junior é jornalista, colunista da Gazeta de Alagoas e editor do caderno Gazeta Rural

Ainda não há comentários.

Participe da conversa