Presidente da Faeal pede prorrogação de dívidas rurais contraídas a partir de 2012

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária no Estado de Alagoas (Faeal), Álvaro Almeida, participou nesta segunda-feira, 10, da reunião do senador Renan Calheiros (PMDB) com fornecedores de cana, na Asplana.

Na oportunidade, o líder dos produtores rurais reforçou com Calheiros o pleito para que todos os débitos rurais – contraídos a partir de 2012 – possam ser prorrogados e pagos com a produção futura.

Segundo o presidente da Faeal, como a legislação atual não atende os débitos rurais que existem a partir de 2012, as dívidas já estão sendo cobradas pelos bancos. “Com essa crise, agravada pela seca, os produtores não têm como honrar com os compromissos. Já fizemos um pleito ao presidente Michel Temer e ao senador Renan Calheiros para que ocorra essa prorrogação”, declarou.

Álvaro Almeida recordou da mobilização realizada pelo senador Renan Calheiros na conquista da atual legislação sobre o endividamento rural, a Lei 13.340 que resolve todas as pendências até dezembro de 2011.

“Com ela, 95% dos produtores alagoanos, que possuem débito com a União, banco do Nordeste e Banco do Brasil podem resolver as pendências. Ela foi sancionada no fim do ano passado e está em plena aplicação”, reforçou Almeida.


Assessoria

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa