Equipe do IMA alerta sobre o tráfego de veículos em praias do Litoral Norte

A equipe da Gerência de Monitoramento e Fiscalização do Instituto do Meio Ambiente (IMA) apreendeu, nesta terça-feira (29), um veículo que fazia manobras arriscadas na praia de Marceneiros, em São Miguel dos Milagres. O tráfego de veículos naquela região é proibido e pode render apreensão e multa para o proprietário que ainda terá que responder a processo por danos ambientais.

Toda a região costeira compreendida entre os municípios de Paripueira e Maragogi está inserida na Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais. Conforme o Decreto Federal s/n, de 23 de outubro de 1997, é proibida a circulação de veículos na faixa de areia.

Na ação de fiscalização desta terça-feira (29) apenas um carro foi apreendido. O proprietário fazia manobras arriscadas na areia, ao longo de uma área com cerca de cinco quilômetros, alheio a presença dos banhistas na região. Após a apreensão, diversas pessoas procuraram a equipe do IMA para reclamar do problema.

Segundo Ermi Ferrari, gerente de Monitoramento e Fiscalização, esse é o segundo dia de ação para coibir esse tipo de infração. Entretanto, devido à quantidade de denúncias e à chegada do verão, novas operações deverão ser realizadas. As pessoas que forem pegas em flagrante, além de ter o veículo apreendido, podem pagar multa que varia entre R$ 500 a R$ 10.000.

No município de Maragogi, há uma série de tratativas realizadas entre poder público municipal, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), responsável pela gerência da APA, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e representantes dos moradores locais.

Além do Decreto Federal proibir o tráfego de veículos automotores na zona de praia localizada na APA Costa dos Corais, a presença dos carros coloca a integridade dos usuários e da fauna local em risco. Isso sem contar com o comprometimento da reprodução de espécies como a tartaruga marinha que desova em diversos pontos daquela região.

Agência Alagoas

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa