JC ou Toledo? Pesquisa deve definir vaga de Senado na chapa de Biu

Dirigente nacional do Solidariedade, João Caldas foi lançado pelo seu partido como pré-candidato ao Senado em Alagoas.

Com aliança praticamente definida com Benedito de Lira, JC já começou montar a campanha e foi surpreendido, nos últimos dias, pela possibilidade de uma aliança entre o PSB e o PP.

Uma das possibilidades – de acordo com buchichos nos bastidores – seria a dobradinha de Biu (PP) para o governo e Alexandre Toledo (PSB) para o Senado.

João Caldas já avisou a Benedito de Lira que até admite a aliança com o PSB, mas com uma condição: “que seja realizada uma pesquisa e aquele que estiver melhor posicionado será o candidato ao Senado”, adianta.

Caldas não tem a menor dúvida que o critério é o mais justo: “os partidos tem o tempo de TV praticamente igual, ou seja, o peso é praticamente o mesmo, portanto uma pesquisa idônea para decidir qual nome poderá contribuir mais para a coligação seria a maneira mais correta de fazer essa escolha”, pondera.

Por enquanto, como admite o próprio Caldas, a aliança do PSB com o PP é apenas uma possibilidade. “Antes que se defina qualquer coisa quero antecipar minha posição, para que não digam amanhã que não avisei: eu só aceito discutir a pré-candidatura ao Senado com a pesquisa”, aponta.

Meu prognóstico

A aliança entre PSB e PP vem sendo discutida nos bastidores e pode ser fechada nos próximos 15 dias. Existe interesse dos dois lados. O objetivo é ganhar musculatura para enfrentar o candidato da Frente de Oposição. Mas a aliança não será fácil. Ao definir a ida do PSB, o PP reduz a possibilidade de negociar com o PROS, corre o risco de perder o SDD e terá que dar compensações ao PR.

O maior problema, como já disse antes, será equacionar a chapa de deputado federal.

Descrição do autor

Bccom Comunicação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa