Governo e militares chegam a acordo após definição de realinhamento

Depois de uma longa espera e de horas de negociação entre representantes dos militares e o secretário estadual de Gestão, Alexandre Lages, o governo parece ter chegado a um acordo que deve por fim a operação padrão.

Pela manhã o governador Teotonio Vilela Filho anunciou em entrevista coletiva medidas que vão aumentar o custeio (verba de manutenção) da PM e CBM. E na noite desta quinta desta quinta-feira, 26, ele se reuniu com secretários representantes dos militares das duas corporações.

Os investimentos, admitiu o próprio governador, foram feitos sob pressão do movimento dos militares. São recursos que iriam para outras área e que vão para melhorias na alimentação, fardamento e armamento dos policiais, compra de novas viaturas e outros investimentos na PM e no CBM de Alagoas.

De acordo com a Secom o custeio mensal para manutenção da PM e CB hoje é de R$ 2,55 milhões e será acrescido demais R$ 865 mensais. No caso da alimentação o valor será repassado diretamente para os policiais, que fará a aquisição do próprio alimento.

O que faltava para o entendimento era resolver a questão salarial. O governador bateu martelo no entendimento que foi fechado pelos militares com o secretário Alexandres Lages e com a intermediação do deputado federal Givaldo Carimbão,do PROS.

Pelo acordo o governo vai conceder o realinhamento dos PMs e Bombeiros, com incremento de R$ 2,8 milhões mensais na folha de pagamento. O governo também vai antecipar para janeiro o rajuste salarial previsto para maio, com impacto de R$ 3,7 milhões, totalizando um aumento de R$ 6,5 milhões na folha de pagamento dos militares a partir do próximo mês.

Presente a reunião o coronel Ivon Berto destacou a luta dos militares e as conquistas da categoria, que devem ajudar na melhoria da segurançaem Alagoas. Os reprsentantes militares presentes ao encontro adiantaram que a operação padrão vai acabar por completo.

O encontro foi acompanhado ainda por Dário Cesar e outros secretários de estado e por deputados estaduais (Jeferson Morais,Antonio Albuquere, ronaldo Medeiros e Judson Cabral, entre outros.

Todos os presentes destacaram destacaram a atuação de Givaldo Carimbão e Alexandre Lages, considerada fundamentla para o entendimento.

Confirmando

Téo Vilela anunciou o acordo na sua página no Facebook:”Quero anunciar que fechamos um acordo com as associações militares. Foi uma negociação possível para as finanças do Estado e que busca valorizar a tropa da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Sempre estive aberto ao diálogo, e essa conquista é uma demonstração de que é desta forma que construímos uma Alagoas melhor. Enquanto muitos falam, eu e minha equipe trabalhamos para transformar nosso Estado”.

Descrição do autor

Edivaldo Junior

Edivaldo Junior

Edivaldo Junior é jornalista, colunista da Gazeta de Alagoas e editor do caderno Gazeta Rural

Ainda não há comentários.

Participe da conversa