Assaltos a ônibus na capital têm redução histórica em 2018, com queda de 38% nas ocorrências

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2019/01/91e2fb7e18c6d1d8a9f5673957899136_L.jpgAssaltos a ônibus na capital têm redução histórica em 2018, com queda de 38% nas ocorrências

“Antes tínhamos um cenário problemático. Hoje chegamos a um resultado que jamais imaginávamos e só podemos agradecer”. A constatação é do presidente do Sindicato dos Rodoviários (Sinttro), Sandro Reges. O agradecimento ao empenho do trabalho da Segurança Pública foi feito nesta terça-feira (08), durante a apresentação dos números de assaltos a ônibus registrados em 2018.

Os dados mostram que Maceió atingiu um resultado histórico com registro de 325 ocorrências no ano, com redução dos assaltos no mês de dezembro. De acordo com as estatísticas do Núcleo de Estatística e Análise Criminal (Neac), da Secretaria de Estado da Segurança Pública, no mês de dezembro foram registrados 13 assaltos, já em 2017, o mesmo mês contabilizou 21, o que representa uma redução de 38%.

Outro avanço importante refere-se à curva descrescente de assaltos aos coletivos, em comparação com anos anteriores. Em 2014, essas ocorrências na capital contabilizaram 1191. Em 2015 caiu para 773, em 2016 foram 1109, em 2017 voltaram a cair para 507 e em 2018 o ano foi encerrado com a histórica marca de 325 assaltos.

ESFORÇOS CONCENTRADOS

Durante a reunião, o secretário Lima Júnior destacou que a transformação do cenário só foi possível com a união de esforços entre empresas, rodoviários e a Segurança Pública. Todos com o objetivo em comum de reduzir os ataques criminosos dentro dos veículos.

“Criamos esta mesa de reuniões mensais justamente para combater a onda de assaltos. Chegamos a registrar mais de 120 ocorrências em um único mês, mas foi graças à união de esforços que hoje conseguimos colher estes resultados e cumprir nossa principal missão, que é garantir a segurança de quem mais precisa. Foi uma grande vitória. Agora teremos um grande desafio pela frente que será bater o resultado de 325 assaltos”, disse.

Ele também ressaltou a importância das polícias Civil e Militar seguirem atuando de forma integrada. Lima Júnior , orientou que os batalhões sigam realizando as operações de abordagem à coletivos com o propósito de manter a estabilidade dos números.

“Também peço que as empresas melhorem e aumentem o número de câmeras nos veículos para que possamos ter mais elementos de identificação daqueles que venham a cometer assaltos. Dessa maneira, garantiremos a segurança da população”, frisou o secretário.

O Subcomandante do Policiamento da Capital (CPC), coronel Lima Neto, reforçou a necessidade de se manterem as ações já desempenhadas e falou da importância da integração das ações. “Já é um propósito nosso e precisamos trabalhar para manter resultados assim. Transformamos a mesa em um propósito para reduzir os assaltos e nessa busca não podemos baixar a cabeça. O CPC confirmou essa dinâmica em dezembro e os números mostram nosso empenho”, disse.

Os rodoviários também destacaram que a nova postura da Segurança Pública no combate aos assaltos a ônibus reduziu o medo da categoria em relação à violência durante o trabalho. “O Sindicato tem muito a agradecer a todos da Segurança Pública, pois hoje vivemos uma nova realidade, um cenário muito positivo. Iremos contribuir com o que for necessário para seguirmos tendo números cada vez menores”, concluiu Sandro Reges.

Agência Alagoas

Author Description

Redação

Sem Comentários ainda.

Participe do debate