CSA fecha semana com 13 atletas confirmados para 2019

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2018/12/201810232221_c701b66d76.jpgCSA fecha semana com 13 atletas confirmados para 2019

Quem esperava que o CSA andasse com as contratações, não imaginava que correria tanto assim. A diretoria azulina anunciou oficialmente nesta semana oito novos atletas para a temporada 2019. Além deles, a renovação de outros cinco jogadores bastante importantes para o sucesso que foi o ano de 2018: o maior e mais esperado entre todos, a extensão de contrato do multiuso Didira.

O primeiro pacotão de reforços aconteceu na segunda-feira (03), o zagueiro Luciano Castan, que estava atuando no futebol do Catar; o lateral direito Régis, que esteve no São Paulo este ano; volante Mauro Silva, que estava no Bonsucesso; o volante Amaral, ex-Flamengo; e o centroavante Lohan, que estava no Friburguense.

Lateral-direito Régis também vai defender o Azulão no próximo ano

Na sequência, veio a confirmação do lateral-esquerdo Pedro Rosa, ex-Sertãozinho, de São Paulo; e o volante Jhonnatan, ex-Náutico. Na terça-feira, o goleiro Fabrício, ex-Boa Esporte, também teve seu nome anunciado oficialmente. Com bastidores a todo vapor, o Azulão chega a oitava contratação.
Mas nenhum destes superou a chegada do arqueiro João Carlos, ex-CRB. O goleiro saltou para o lado azul de Alagoas e deve assumir a titularidade do gol azulino, mesmo tendo Mota, Fabrício e Cajuru no elenco. A briga promete ser boa, e o técnico Marcelo Cabo terá que se virar para acertar quem vai colocar em campo.

A espera agora é pela chegada de um centroavante de peso, o típico camisa 9 para colocar a bola para dentro das redes dos adversários. Dois nomes são ventilados pela imprensa: Wellington Paulista, que atuou pela Chapeconese na temporada, e Rafael Moura, rebaixado à Série B do Brasileirão com o América-MG.

Ex-CRB, goleiro João Carlos salta de lado e acerta com o CSA

Do elenco que terminou com o CSA, o interesse em renovação é com o lateral-direito Celsinho. Porque os demais que poderiam ter o contrato renovado, a pedido de Cabo, já estão confirmados, como: o lateral-esquerdo Rafinha, o zagueiro Leandro Souza, os volantes John Cley e Dawhan, além do meio-campista Didira. Este último, para ter a renovação anunciada, foi uma novela. No caso do goleiro Mota, não houve necessidade de negociação, porque já tem contrato assegurado até o final de 2019.
Único atleta genuinamente alagoano, Didira é considerado símbolo da raça azulina e foi uma das peças mais importantes na campanha do acesso à Série do Brasileirão, sendo, inclusive, artilheiro da equipe na Segundona com sete gols.

Maestro não ficou

Maestro Daniel Costa recebeu por mensagem no whatsaap que não teria o contrato renovado com o CSA

Nesse vai e vem contante dos bastidores, o capitão Daniel Costa não renovou contrato com o CSA devido ao não interesse do técnico Marcelo Cabo em contar com o jogador em 2019. A queda de rendimento do camisa 10 no segundo turno da Série B seria um dos motivos para a não renovação contratual.
Segundo o “maestro”, a confirmação da não permanência dele no clube foi feita por meio de uma mensagem de celular. “Agora é oficial. Através de uma mensagem no whatsaap, soube que não receberia proposta de renovação… Entrei como jogador, saio como torcedor. Isso não é um adeus e sim um até logo”, publicou, DC10.

Outro que não segue nos planos azulinos e já deixou o clube para assinar com outro é o paraguaio Echeverria. O jogador não recebeu proposta de renovação por parte da diretoria azulina e fechou com o Remo para a próxima temporada. No time azulino paraense, o paraguaio chega como grande nome para 2019, onde deverá disputar Copa do Brasil e a Série C do Brasileirão.


Gazeta Web

Author Description

Redação

Sem Comentários ainda.

Participe do debate