Ronda no Bairro leva literatura, cultura e diversão para estudantes de Maceió

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2018/12/7f46d4ea465414a5f770813c1db05126_L.jpgRonda no Bairro leva literatura, cultura e diversão para estudantes de Maceió

Com um exemplar do livro Harry Potter e a Pedra Filosofal nas mãos, a estudante Sara Mariana Cesar, de 13 anos, fala animada sobre o quanto gosta de ler. “É ótimo para aprender. Com a leitura eu conheço muitas palavras novas, por isso eu sempre venho emprestar algum livro quando o ônibus está por aqui”.

Ela é um dos cinquenta alunos beneficiados com a visita da Bibliosesc, a biblioteca Itinerante do Serviço Social do Comércio (Sesc) de Alagoas, que esteve na Escola Estadual Ana Coelho em Jacarecica, na periferia do Litoral Norte de Maceió, na manhã desta sexta-feira (7), em parceira com o Programa Ronda no Bairro.

O programa, que vem mudando a realidade dos maceioenses com o policiamento de proximidade, também realiza ações sociais que promovem cidadania e qualidade de vida a jovens, adultos e crianças. No caso da Bibliosesc, além do apoio operacional proporcionando segurança em sua operação, o Ronda no Bairro também faz acompanhamento com psicólogos e assistentes sociais.

Áurea Vasconcelos, psicóloga e coordenadora da equipe de Articulação e Mobilização Social, explica que o acesso à leitura é essencial na vida e formação das crianças e adolescentes. “Nós vivemos numa era muito digital e muitos jovens não têm o devido contato com os livros. Esse trabalho promove o encontro dessas crianças com a literatura brasileira e internacional, além de jogos educativos e beneficia não só escolas, como também locais públicos de grande concentração de pessoas, como praças e mirantes. Toda a população ganha com o projeto porque, além das crianças, os idosos e adultos também frequentam, leem os jornais disponibilizados e levam livros emprestados”, explica.

Sobre a BiblioSesc

A biblioteca itinerante beneficia onze bairros de Maceió e, nas três áreas de atuação do Ronda no Bairro, atua em parceira com o programa do Governo de Alagoas. “Fazemos duas a três visitas por mês em localidades como Riacho Doce, Pitanguinha, Roseane Collor, enfatizando as regiões com maior carência. A nossa missão não é alfabetizar, mas incentivar a leitura por meio de contação de histórias, empréstimos os livros e jogos educativos”, conta Eduardo Melo, assistente administrativo do Sesc.


Notícias ao Minuto

Author Description

Redação

Sem Comentários ainda.

Participe do debate