Redução de chuvas acende sinal de alerta para fornecedores de cana

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2018/11/34429_ext_arquivo.jpgRedução de chuvas acende sinal de alerta para fornecedores de cana

Após a zona canavieira passar pelo outubro mais seco dos últimos nove anos, o presidente da Associação dos Plantadores de Cana do Estado de Alagoas – Asplana, Edgar Filho, afirma que a escassez de chuvas na região acende o farol de alerta no setor sucroenergético.

“Era para ter ocorrido uma quantidade maior de chuva na região por conta da socaria de cana que está no campo. Mas, ainda é prematuro afirmar quais danos poderão ser causados pela redução dos índices pluviométricos. Apesar dessa escassez de chuvas, até o momento, a expectativa é de que a safra 18/19 atinja a marca de 15 a 16 milhões de toneladas de cana processadas”, declarou o líder dos fornecedores de cana de Alagoas.

Chuvas

O levantamento elaborado pelo Departamento Técnico do Sindaçúcar-AL aponta que, só no mês de outubro, a precipitação foi de apenas 2,9 milímetros (mm) o que corresponde a redução de – 95,6% em comparação a média prevista para o mês que é de 67,2 mm.

Em agosto, o índice pluviométrico foi de 45 mm com variação negativa de 74,43% em comparação a média para o período que é de 175,8 mm. Em setembro, o acumulado de chuva foi de 36,3 mm com redução de 63,52% ante a média histórica de 99,5 mm.


Bccom Assessoria

Author Description

Redação

Sem Comentários ainda.

Participe do debate