Vitória do novo presidente anima fabricantes de armas

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2018/10/19jul2018-presidenciavel-jair-bolsonaro-psl-rj-faz-gesto-de-arma-com-as-maos-de-uma-menina-em-goiania-1532127505473_615x300.jpgVitória do novo presidente anima fabricantes de armas

A vitória de Jair Bolsonaro (PSL) neste domingo (28) cria ainda mais otimismo nas empresas fabricantes de armas de fogo que miram futuros negócios no Brasil. O capitão reformado foi eleito presidente da República e representantes de duas multinacionais de armamentos e de uma novata de capital nacional afirmam que a vitória levará ao aquecimento da demanda por armas no Brasil e abrirá oportunidades para novas fábricas, segundo destaca a o Valor Econômico.

Atualmente, o mercado doméstico é dominado pela empresa brasileira Taurus.

A Caracal, empresa do grupo estatal Emirates Defense Industries Company (Edic), dos Emirados Árabes Unidos, planeja erguer uma fábrica no estado de Goiás, assim como a CZ, da República Tcheca.

“O investimento previsto é de US$ 100 milhões a US$ 130 milhões”, disse Paulo Humberto Barbosa, representante da companhia no Brasil, em entrevista ao Valor Econômico.

O representante demonstrou apoio ao candidato do PSL. “O PT é desarmamentista. Com Bolsonaro teremos uma satisfação maior de atuar no Brasil porque ele é um defensor do direito de pessoas de bem de terem armas”, disse ele. “A tendência é que aumente a demanda por armas no Brasil.”

Em abril de 2017, o executivo se reuniu com Bolsonaro em um evento da Polícia Militar em Goiânia.

Bolsonaro fez sua campanha apoiando o porte de armas no Brasil. No entanto, entidades críticas ao armamento de civis afirmam que o aumento do comércio de armas tende a piorar o quadro de violência e de homicídios no Brasil.

Noticias ao Minuto

Author Description

Ana Luiza

Sem Comentários ainda.

Participe do debate