Missa celebra início da safra 18/19 na Usina Pindorama

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2018/09/IMG_8466.jpgMissa celebra início da safra 18/19 na Usina Pindorama

Uma celebração religiosa em ação de graças, realizada nesta segunda-feira, 3, pela Usina Pindorama, de Coruripe, marcou o início da safra 2018/2019 da unidade. O encontro aconteceu no armazém da usina e contou com a presença de trabalhadores canavieiros, fornecedores de cana e autoridades.

A unidade, que está com tudo pronto para ligar as turbinas da usina nesta terça-feira,4, fez ajustes de rotina no sistema interno e deve processar quase 1,2 milhões de toneladas de cana vindas de associados, fornecedores e o montante remanescente da Usina Paisa, de Penedo.

Durante a missa, presidente Klécio Santos pediu apoio de todos para continuar ampliando a estrutura da Usina e o potencial produtivo da Unidade, que está entre os destaques em gestão e produção no Estado. “Teremos pela frente 180 dias de trabalho, com uma planta industrial repaginada e ajustes pontuais para elevar a produtividade. O sentimento é de otimismo, principalmente pelo plano de incentivo por parte do governo de Alagoas com a redução do ICMS nas operação com a cana”,contou Klécio.

Para essa safra, a Pindorama, de acordo com os movimentos do mercado sucronergético, vai apostar num ciclo mais acooleiro, segundo o vice-presidente, Carlos Roberto. “Em meio à queda de preços do açúcar, a diretoria fez uma leitura estratégica do setor e vamos destinar 60% para a destilaria e o álcool ”, informou o vice.

A expectativa é que a moagem beneficie a produção de 41 milhões de litros de álcool dos tipos anidro e hidratado. Em açúcar, são aguardadas a produção de 850 mil sacas. Com o início da safra, cerca de 300 trabalhadores retomam seus postos e trabalho. Na safra passada, a companhia esmagou 674 mil toneladas.

Credibilidade

Com uma estrutura de padrão nacional, a Pindorama acumula credibilidade em produção e compromisso com o fornecedor. “A unidade sobressaiu aos efeitos da crise no setor sucroenergético e conseguiu, com recursos próprios, se organizar e se adequar à uma nova realidade, fazendo mais com menos”, explicou o diretor Antônio de Oliveira.

Na prática, o fornecedor Alfredo Lira, de Coruripe, se diz confiante na política de trabalho da Pindorama. “A Pindorama está entre as poucas em condições de honrar os compromissos com seus fornecedores. Isso nos deixa tranquilo para investir e continuar plantando”, atestou.


Bccom Assessoria

Author Description

Redação

Sem Comentários ainda.

Participe do debate