Desilusão com a política e partidos reduz número de eleitores jovens

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2018/08/naom_5b66bf5d1fd4f.jpgDesilusão com a política e partidos reduz número de eleitores jovens

No início do mês de agosto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou um relatório que detalha o perfil do eleitorado brasileiro. O documento apontou que o número de eleitores jovens (16 e 17 anos) caiu em 14%, o que deixa as Eleições 2018 com a menor participação de adolescentes desde 2002.

Segundo especialistas ouvidos pelo G1, a queda na participação dos jovens tem relação com a desilusão com a crise política atual e a falta de confiança nos candidatos e nos partidos políticos.

“Você não pode olhar esses dados descolados dos movimentos da sociedade. O maior ou menor interesse do jovem em relação à política varia como a situação política em geral está percebida por esse jovem”, diz Márcia Dias, professora da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio).

“A avaliação dos políticos piorou muito. O grau de desinteresse também aumentou. Há uma sensação de desalento da população em relação à política nacional”, afirma Lúcio Rennó, professor de ciência política da Universidade de Brasília (UnB).

Notícias ao Minuto

Author Description

Ana Luiza

Sem Comentários ainda.

Participe do debate