Eleição bate o recorde de candidatos em 29 anos e altera propaganda eleitoral

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2018/08/bolsonaro.jpgEleição bate o recorde de candidatos em 29 anos e altera propaganda eleitoral

As convenções partidárias confirmaram 13 candidatos à Presidência da República – o segundo maior número desde 1989, quando foram 22 concorrentes, já que o comunicador Silvio Santos teve a candidatura impugnada. Sete destes 13 candidados treão menos de 15 segundos de propaganda, um deles é o deputado Jair Bolsonaro (PSL) que deve ter apenas 9 segundos de fala e é líder nas pesquisas no cenário, em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), não é incluído.

Também estão nessa situação Guilherme Boulos (PSOL), Cabo Daciolo (Patriota), José Maria Eymael (DC), Vera Lúcia (PSTU), João Goulart Filho (PPL) e João Amoêdo (Novo).

Partido com maior número de filiados – 2,4 milhões -, o MDB não tinha candidatura própria há quatro eleições. Depois que o ex-governador de São Paulo e ex-presidente do partido, Orestes Quércia, ficou em quarto lugar na disputa de 1994, o MDB transitou entre chapas do PSDB e do PT – legendas que monopolizaram as eleições desde aquele ano.

Também estão nessa situação Guilherme Boulos (PSOL), Cabo Daciolo (Patriota), José Maria Eymael (DC), Vera Lúcia (PSTU), João Goulart Filho (PPL) e João Amoêdo (Novo).

Pelas regras atuais apenas 10% do tempo é dividido igualmente entre os candidatos, em vez de 33%. Os outros 90% são ditadoss proporcionalmente ao número de deputados eleitos. Apenas os seis maiores partidos de uma coligação são considerados nos cálculos.

Agência Brasil

Author Description

Vanessa Ataíde

Sem Comentários ainda.

Participe do debate