Jucá: ‘Meirelles não vai usar Lula na campanha, vai usar o que ele fez’

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2018/07/naom_59d119e0809ac.jpgJucá: ‘Meirelles não vai usar Lula na campanha, vai usar o que ele fez’

Presidente do MDB, o senador Romero Jucá (RR) rebateu críticas sobre as reiteradas referências que o pré-candidato de seu partido ao Planalto, Henrique Meirelles, tem feito ao governo do ex-presidente Lula (PT), como exemplo de sucesso de política econômica.

Meirelles foi presidente do Banco Central durante a gestão do petista, de 2002 a 2010, e tem dito, em diversos discursos, que foi o responsável pelo bom período econômico do qual os brasileiros ainda têm memória.

Questionado sobre um possível constrangimento de Meirelles, que foi ministro de Michel Temer, renegar o presidente enquanto exalta Lula, Jucá foi pragmático e disse que presidenciável não vai esconder que trabalhou para o petista, mas sim contar a história de vida dele. Para ele, Meirelles “não é candidato de um tipo de facção ou partido, é um candidato muito mais abrangente”.

+ PGR solicita que pedido de liberdade de Lula seja julgado pelo STJ

“Ele não vai usar Lula na campanha, ele vai usar o que ele fez”, disse Jucá à reportagem. “Meirelles passou oito anos no governo Lula e o resultado dele é concreto. Ele não está usando o Lula. Em tese, Lula que usou o Meirelles, porque foi Lula quem chamou Meirelles e ele foi lá trabalhar”, completou.

A equipe do ex-ministro da Fazenda, por sua vez, já busca imagens de Lula discursando em favor de Meirelles e estuda como usá-las na pré-campanha -em vídeos que serão divulgados nas redes sociais ou até mesmo no horário eleitoral no rádio e TV, que começa em 31 de agosto.

Na avaliação de Jucá, Meirelles foi o “porto salvador” da política econômica de Lula, pois ingressou no governo em 2002, diante de uma “desconfiança geral” do mercado e empresários sobre como seria a gestão do petista.

Jucá foi líder do governo Lula no Senado, assim como vice-líder na gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Ele diz que não mudou “nenhuma posição política e econômica” de um posto para o outro.

Segundo ele, o governo de Lula que mudou, “ao escrever a Carta aos Brasileiros, ao convocar Meirelles para o Banco Central”, entre outras medidas.

“O governo Lula foi um governo de centro, não de esquerda. Foi um governo para a esquerda nas ações e programas sociais, o que era importante, mas se não tivesse o lastro da economia funcionando e o crescimento, não teríamos feito o que fizemos, e fizemos muitas coisas boas. Meirelles não vai negar o governo do Lula”, completou Jucá. Com informações da Folhapress.


Notícias ao Minuto

Author Description

Fernanda Feliciano

Sem Comentários ainda.

Participe do debate