Atribuído a Miriam Leitão, texto que ataca Bolsa Família é falso

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2018/07/naom_5734af04f0a36.jpgAtribuído a Miriam Leitão, texto que ataca Bolsa Família é falso

Um texto atribuído a Miriam Leitão com críticas ao reajuste do programa Bolsa Família não foi escrito pela jornalista. A publicação tem circulado nas redes sociais.

“Eu só gostaria de saber qual a justificativa para o fato de o Bolsa Família, onde ninguém trabalha, ter o dobro do aumento dos aposentados que trabalharam a vida toda?”, questiona o texto.

“Não podemos admitir que distribuam nosso dinheiro a quem nunca trabalhou. Esta é a lei?”, prossegue. “Se você repassar para somente dois amigos nas primeiras horas, em 28 horas toda a população brasileira de aposentados vai tomar conhecimento deste absurdo”, conclui.

Procurada pelo UOL, a Rede Globo negou que a jornalista tenha escrito o texto. A mensagem também erra ao afirmar que o Bolsa Família seja distribuído a pessoas que não trabalham. O programa não tem vínculo ao desemprego, mas à renda familiar. Apenas famílias em situação de extrema pobreza, com renda mensal de até R$ 85 por pessoa, podem ser beneficiadas.

No entanto, o texto acerta ao dizer que o reajuste do Bolsa Família foi, proporcionalmente, maior do que a aposentadoria.

Neste an9o, o governo anunciou reajuste de 1,81% para quem ganha um salário mínimo de aposentadoria (de R$ 937 para R$ 954) e de 2,07% para quem recebe mais. Já o Bolsa Família recebeu um reajuste de 5,67% no valor médio do benefício a partir de julho.


Notícias ao Minuto

Author Description

Redação

Sem Comentários ainda.

Participe do debate