CPLA reduz coleta devido a greve dos caminhoneiros e bloqueios das estradas

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2018/05/download-1-4.jpgCPLA reduz coleta devido a greve dos caminhoneiros e bloqueios das estradas

Após enfrentar quatro dias de bloqueios nas rodovias de Alagoas, por conta da paralisação dos caminhoneiros em protesto aos sucessivos aumentos no preço dos combustíveis, a Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA) resolveu reduzir a dinâmica de coleta de leite nos municípios.

De acordo com o setor de logística da cooperativa, as equipes seguem apenas coletando em regiões próximas ao município de Batalha por meio de estradas vicinais. Informações da CPLA dão conta que o trânsito em locais estratégicos para coleta do leite, como São José da Tapera, Arapiraca, Palmeira dos Índios, Maribondo e Messias está totalmente paralisado.

Segundo Rubion Alves, coordenador de logística, a medida visa evitar qualquer desperdício e maiores prejuízos aos produtores. “Ainda conseguimos levar uma carga para Maceió mas no retorno tivemos problemas. A equipe estava prevista chegar na base às 17h30 e chegou as 23h”, conta Rubion.

Um levantamento está sendo realizado pela cooperativa para mensurar o volume de leite que deixou de ser coletado por conta das intervenções da greve. “Se não conseguir repassar para indústrias de alimentos, o leite será desperdiçado. Estamos tentando minimizar essa situação e garantir que o leite chegue com qualidade”, alegou o coordenador.

Apesar dos reflexos negativos, a CPLA reitera a importância de repensar a política de preço dos combustíveis. “A sensação é de instatisfação. Os agricultores familiares, assim como os demais trabalhadores, sentem os desconfortos da carga tributária e impactos negativos da economia”, ressalta o presidente da CPLA, Aldemar Monteiro.

Assessoria

Author Description

Ana Luiza

Sem Comentários ainda.

Participe do debate