‘Ele certamente não vai ser candidato’, diz Alckmin sobre Aécio

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2018/05/alckmin.jpg‘Ele certamente não vai ser candidato’, diz Alckmin sobre Aécio

Presidenciável pelo PSDB, Geraldo Alckmin passou quase 30 dos 60 minutos da sabatina da Folha de S.Paulo, UOL e SBT se defendendo das acusações de caixa dois feitas pela CCR (R$ 5 milhões) e Odebrecht (R$ 10 milhões) e negou que seu cunhado Adhemar Ribeiro tenha operado recursos ilícitos.

Alckmin disse, nesta quarta-feira (23), que o ex-governador de Minas Eduardo Azeredo (PSDB) tem de cumprir a pena de cadeia pela condenação no mensalão tucano e que o senador Aécio Neves (PSDB), réu no Supremo, não deve disputar eleição.

Eduardo Azeredo

“O PSDB não é imune a crítica, a prestar contas ao Judiciário e não passamos a mão na cabeça de ninguém. Justiça se faz para todos. Aliás, acaba de ser feita. Garante direito de defesa e respeita decisão judicial. Vai cumprir.”

Acusação da CCR

“É um absurdo verdadeiro. Nunca vi ninguém ajudar alguém que sabe de antemão que vai trabalhar contra os seus interesses. Em 2010, dissemos que iríamos revisar os contratos anteriores, reduzir o preço do pedágio, quebrei o monopólio do Sem Parar.”Caixa dois da Odebrecht

“Ficou um ano essa delação na PGR e não se chegou a nada, tanto é que ela foi encaminhada aqui para São Paulo. Não é interferir. O promotor aqui falou: eu também vou investigar, contrariando o STJ e a PGR. Não tem problema. Pode fazer as duas investigações.”

Sigilo

“[O inquérito] Não estava sob sigilo. Está todo dia na imprensa, como está sob sigilo? Essa da CCR, eu não sei o que é, o advogado nosso não sabe o que é e está publicado na primeira página do jornal. Precisa contar que milagre é esse.”

Biografia

“Fui vereador quando o vereador não ganhava um centavo. Fui deputado estadual e que eu saiba o único caso de quem contribuiu, não se aposentou nem pediu o dinheiro de volta. Fui deputado federal, contribuí, poderia ter uma previdência complementar. Nunca requeri. Me aposentei pelo INSS depois de 42 anos de contribuição, com R$ 5.000 de aposentadoria. Me sinto indignado, há uma tendência de defenestrar a política, dizer que é todo mundo igual. Não, não é. Quem enricar na política é ladrão, La-drão.”

Cunhado

“Simpatizante do PSDB. Ele é casado com uma banqueira, o sogro dele era banqueiro. Nada mais que isso. Não tem relação com o governo.”

Paulo Preto

“Esse caso do Rodoanel que levou à prisão do ex-diretor da empresa, nós que abrimos a investigação. Não sabia [que tinha R$ 113 milhões fora do país] e, se isso for provado, tem que dizer a origem do dinheiro.”

Atrasos em obras

“São Paulo, quando assumi – vou ter cuidado senão a [Agência] Lupa vai pegar no meu pé– tinha 60 km de metrô. No fim do ano, vai ter 89 km.”

Aécio Neves

“Nem sei se o Aécio vai ser candidato, tenho impressão de que nem será. Como subir em palanque… Não vou discutir, porque ele certamente não vai ser candidato. Isso, são os mineiros que vão decidir. Vamos ter uma grande campanha em Minas Gerais.”

Beto Richa

“[O”ex-governador do Paraná] Vai se explicar. É dever de todo homem público prestar contas, transparência absoluta.”

Intenção de voto

“Eu tenho de 6% a 12% e eu não decolei. O que é decolar? Até 15 dias atrás, tinha 22 pré-candidatos. As pessoas se impressionam com pesquisa eleitoral. Mas ela retrata para trás, não está olhando o futuro.””Estamos começando bem. Precisa ter resistência, aceitar as provocações, passar por cima delas, perseverar. Vai agregar. Já temos hoje acho que cinco partidos, vai crescer mais. O pessoal compara com a eleição presidencial do Fernando Collor em 1989, não tem nada a ver.”

João Doria

“Fake news [ser candidato a presidente]. Não existe isso. É impressionante a criatividade. Criaram o negócio do Luciano Huck, depois o Joaquim Barbosa. Daqui a pouco vai sair o João Doria, vão inventar outro. Vai ficar nessa coisa até fim de julho, até as convenções. A minha preocupação e o meu trabalho é com o povo, convencer o eleitor.”

Jair Bolsonaro

“O que anda para trás é caranguejo. O Brasil não vai regredir. Bolsonaro e PT é a mesma coisa, corporativismo puro, não tem interesse coletivo. Os votos do Bolsonaro são muito junto com o PT. Acabou de votar agora contra o Cadastro Positivo. Uma coisa atrasada.”

Ciro Gomes

“Temos visões totalmente diferentes. Ele quer reestatizar, eu quero redefinir o papel do estado e privatizar. Tenho discordância conceitual, mas ele tem espírito público.”

Lula

“Essa é uma diferença importante. Nós respeitamos decisão judicial. Não vamos acampar na porta de penitenciária. Não fazemos imperador preso.”

Previdência

“O trabalhador da TV, do jornal, do prédio, da agricultura, da indústria, ele não pode ganhar mais que R$ 5.000 e na média a aposentadoria é R$ 1.391. No setor público, você tem benefício de R$ 42 mil pago pelo trabalhador de menor renda. Um Robin Hood às avessas. Defendo regime único de Previdência, regime geral. Já fiz em SP e ganhei a eleição em primeiro turno. Com uma exceção. Forças Armadas. Não vai ficar fora da reforma. Eles sabem disso, não pode continuar esse modelo, mas no mundo inteiro não é um regime único.”

 

Notícias ao Minuto

Author Description

Ana Luiza

Sem Comentários ainda.

Participe do debate