O tabuleiro da política alagoana está montado: só falta JHC dizer para onde vai

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2018/05/jhc2.jpgO tabuleiro da política alagoana está montado: só falta JHC dizer para onde vai

Está claro que o presidente do PSDB, Rui Palmeira, conseguiu convencer Rodrigo Cunha a disputar um cargo majoritário. As “apostas” são de 9 para 1 que ele o deputado estadual tucano anuncia, ainda esta semana, que será candidato a governador, contra Renan Filho (MDB), embora a disputa ao Senado não deixe de ser uma possibilidade.

Tudo aponta que o candidato a senador da chapa será Benedito de Lira (PP), que vai disputar a reeleição e tem o apoio do prefeito de Maceió.

Na oposição, dois outros grupos seguem em faixa própria. O PSL, o “partido de Bolsonaro” já apresentou pré-candidatos ao governo e ao Senado, respectivamente o engenheiro Josan Leite e o policial federal Flávio Moreno.

Na esquerda, o PSOL já avisou que terá chapa completa – de cabo a rabo. O presidente do partido em Alagoas, Gustavo Pessoa, deve ser o candidato a governador do partido. A decisão será anunciada na próxima semana. Outros dois nomes do PSOL, Basile Christopoulos e Tony Cloves também estão no páreo.

Dos grupos que estão “correndo por fora”, resta saber qual será a posição do deputado federal JHC, presidente do PSB em Alagoas. O partido tem como opções hoje lançar mais um nome para o governo ou se aliar – no arco de alianças possíveis – ao grupo de Renan Filho ou de Rui Palmeira.

O PSB de JHC deve fechar aliança com o PSC, que é presidido em Alagoas pelo ex-deputado federal e pré-candidato ao Senado João Caldas.

O Podemos, que tem Omar Coelho como pré-candidato ao Senado, também avalia a possibilidade de lançar um candidato ao governo, no enanto o partido buscas alianças para viabilizar a eleição de seus candidatos a deputado federal. Além de Álvaro Vasconcelos, podem disputar uma vaga pelo partido para a Câmara dos Deputados Richard Manso e Rachel Cabus.

Os demais partidos estão hoje todos alinhados ou com o grupo do governador Renan Filho, que tem ao menos 16 legendas ao seu lado ou do grupo de Rui Palmeira, que além do PSDB tem PROS, DEM e PP.

Já o deputado federal Marx Beltrão, PSD, tem dado sinais de que chegou a um entendimento com o governador Renan Filho e deve permanecer no palanque do governador.  Mas essa é outra história.

Author Description

Edivaldo Junior

Edivaldo Junior

Edivaldo Junior é jornalista, colunista da Gazeta de Alagoas e editor do caderno Gazeta Rural

Sem Comentários ainda.

Participe do debate