Nove em cada dez prefeitos de AL devem votar em RF

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2018/02/RENANZINHO.jpgNove em cada dez prefeitos de AL devem votar em RF

Em Alagoas, a ‘política’ passa pelos municípios. Os prefeitos costumam ter papel relevante nas eleições de candidatos a deputado, senador e governador – principalmente nas cidades ‘médias’ e ‘pequenas’.

Em 2018, que terá a eleição estadual mais curta da história, a força de lideranças municipais deve ser ainda mais relevante do que nas eleições anteriores.

Não é atoa que as principais lideranças políticas do estado tem trabalhado nos últimos meses para definir o apoio de prefeitos, vereadores e da “segunda força” nas cidades.

Nesse sentido, Renan Filho parte com uma grande vantagem.

Governador que disputa reeleição tem normalmente a vantagem da ‘caneta na mão’. No caso de Renan Filho, avalia o prefeito de uma importante cidade sertaneja – que tem bom trânsito e influência entre os demais prefeitos – o apoio deve ser bem maior do que se fosse outro candidato: “pela relação dele e do senador Renan Calheiros e por estar fazendo uma boa gestão, o governador deve ter o apoio de 85 a 90 prefeitos, além de ter quase o mesmo percentual de apoio da chamada segunda força nos municípios”, avalia.

Outro ponto a favor do governador, hoje, segundo o prefeito é que políticos influentes que estão no grupo de Rui Palmeira cobram apenas compromissos com eles: “esse é o caso por exemplo do Benedito de Lira e o Maurício Quintella. Eles estão fortes em Brasília, conseguem liberar recursos, mas quando falam com a gente pedem apenas que seja garantido um voto para o Senado”, explica.

A opinião da turma do Palácio dos Palmares

O governador Renan Filho não fala abertamente sobre o apoio de prefeitos à sua reeleição. Mas ele conseguiu aumentar o número de aliados, ao trazer para a sua base dezenas de prefeitos que foram eleitos pelo PSDB e outros partidos que estão fora do seu grupo de apoio.

Algumas trocas ganharam maior repercussão, a exemplo da aliança com a família Pereira e co Renato Filho.

Aos amigos e aliados mais próximos, o governador tem dito que espera ter o apoio de 90 prefeitos ou mais.

Tudo vai depender, avisa o prefeito sertanejo, do adversário do governador. “Se o Rui Palmeira for candidato e dependendo da expectativa de vitória, ele poderá ter o apoio de 15 até 20 dos 102 prefeitos de Alagoas, incluindo Maceió e Arapiraca, além do apoio da segunda ou terceira força em dezenas de outras cidades. Isso acontecerá também em função das disputas locais”, aponta.

Edivaldo Junior

Author Description

Vanessa Ataíde

Sem Comentários ainda.

Participe do debate