Surge uma nova ferramenta na política de Alagoas, a chapa virtual

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2018/02/RUI-E-RENAN.jpgSurge uma nova ferramenta na política de Alagoas, a chapa virtual

Para quem está disposto a ir atrás do voto do alagoano nas eleições deste ano, é hora de bater o martelo na filiação partidária e na formação de chapas.

A maior dificuldade dos partidos – e isso não é segredo para ninguém – é conseguir nomes viáveis para formar chapas próprias.

Para deputado federal, nenhuma legenda tem o “privilégio” de montar chapa puro sangue. Para deputado estadual, a estratégia de montar um chapão, com vários partidos, deve prevalecer tanto do lado de Renan Filho quanto do lado de Rui Palmeira.

Afora isso, a única chapa proporcional montada – pelo que se tem conhecimento – é a do PRTB, de Adeilson Bezerra. Com a experiência de sobra no ramo, ele conseguiu reunir um time capaz de eleger ao menos quatro deputados estaduais, podendo chegar a seis, com candidatos que tem peso estimado entre 15 mil e 17 mil votos.

Nos últimos dias, no entanto, revela Bezerra, o grupo montado no PRTB tem sofrido pressão de todos os lados, com promessas tentadoras para deslocar alguns nomes para outros grupos.

“Agora a onda é a da chapa virtual. Todo dia aparecem com uma composição diferente, prometendo mundos e fundos. O pessoal aqui tá firme, mas tem outros partidos tentando ludibriar. Ninguém sai porque sabe que com 17 mil votos se elege aqui. Já fizemos todas as contas e não costumamos errar”, desabafa Bezerra.

Para contornar a pressão, o grupo tem se mantido unido até com mensagens e orações pelas redes sociais: “temos que usar tudo para afastar as falsas promessas e tentações”, admite.

No time do PRTB, todos os pré-candidatos já assinaram a ficha de filiação. Mas depois do amento da pressão, alguns nomes passaram a ser mantidos sob sigilo. A última formação da chapa de estadual, que se tem conhecimento incluía Marcos Ferreira, Marçal Fortes, Ferreira Hora, André Monteiro, Gilmar Nobre, Cidoca, Alves Correia, Jota Cavalcante, Oziel Barros, Zé de Dorinha, Bruno Loureiro e James Ribeiro, além de nomes da “nova geração”, a exemplo de Luiz Pedro, Isabele Lins, Davi Maia e Breno Albuquerque, filho do ex-deputado Dudu Albuquerque.


Edivaldo Junior

Author Description

Vanessa Ataíde

Sem Comentários ainda.

Participe do debate