Alagoas dá passo inédito nos setores de infraestrutura, mobilidade e segurança viária

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2017/12/e585b55b19efa58c9469a9e44b7a92e2_L.jpgAlagoas dá passo inédito nos setores de infraestrutura, mobilidade e segurança viária

A área é uma das menores do país com um pouco mais de 27 mil m². Mas o sentimento de quem mora ou visita a região é outro: diversidade e agora também desenvolvimento. A impressão não é por acaso. É que fora a combinação da riqueza das paisagens com as tradições culturais, o Estado de Alagoas está dando um passo inédito no âmbito de infraestrutura, mobilidade urbana e segurança viária.

Seja no interior ou na capital, o deslocamento sempre foi uma dificuldade no cotidiano de quem precisava transitar no Estado. Do tráfego intenso à má qualidade das vias e rodovias alagoanas, a ausência de investimento em estratégias de melhorias urbanas resultou, por muito tempo, no crescimento desordenado das cidades e no baixo padrão viário das estradas.

Com 1.800 quilômetros de uma malha viária extensa, apostar no aperfeiçoamento dos acessos, vias e rodovias estaduais era uma prioridade. A ideia começou há um ano, mas foi em 2017 que ganhou fôlego ainda maior. Liderada pelo Pró-Estrada, da Secretaria de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand), o Governo de Alagoas já atua em 60 municípios levando obras de mobilidade para todas as sete regiões do estado.

Só neste ano, 31 novas cidades e cinco povoados foram beneficiadas pelo programa. Do mês de janeiro a dezembro, 22 entregas foram realizadas com a inauguração de vias urbanas e acessos reconstruídos, rodovias reestruturadas e uma nova estrada implantada, ligando os municípios sertanejos de Mata Grande e Água Branca. Em menos de dois anos, o programa já está presente em mais de 700 km da malha viária alagoana e para 2018 a expectativa é alcançar toda a extensão estadual.

“Estamos, sem dúvidas, vivendo um momento inédito no nosso Estado. Em retrospectiva aos meses anteriores, o ano de 2017 foi um divisor de águas, principalmente, quando analisamos as áreas de infraestrutura urbana e segurança viária. Temos executado programas com diferentes propostas, mas com um único objetivo em comum: levar qualidade de vida e desenvolvimento econômico e social para os alagoanos”, avalia o secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral.

Mobilidade na capital

Na capital Maceió, as mudanças em mobilidade também já começam a aparecer, sobretudo, na tentativa de amenizar o alto índice de tráfego na região. No principal corredor viário de Maceió, a Avenida Fernandes Lima, as obras dos eixos viários evoluíram ao longo dos 15 km de extensão. Com etapas mais avançadas, o Eixo Quartel já entra em fase de conclusão com previsão de entrega já para o início de 2018.

Ainda entre os principais corredores de tráfego na capital, apenas neste ano o Estado conseguiu dar celeridade ao início de outra importante obra: a implantação do viaduto da Policia Rodoviária Federal (PRF). Lá da parte alta, no entroncamento das rodovias federais, BRs 316 e 104, os serviços preliminares já estão tomando forma e preparam o local para receber a construção do equipamento urbano.

Partindo para o Litoral Norte, apesar do intenso período atípico de chuvas que atingiram o Estado entre os meses de maio e outubro deste ano, a duplicação da AL-101 Norte conseguiu finalizar as atividades em diferentes frentes de trabalho. Junto com a conclusão da realocação da rede elétrica, serviços de drenagem e da construção da ponte sobre o rio Jacarecica, a equipe técnica iniciou ainda a abertura da nova pista duplicada e a construção do viaduto.

Vida Nova

Se quem precisa se deslocar diariamente nas avenidas e rodovias da capital já começa a projetar um cenário de mudanças em mobilidade urbana, quem vive nas áreas antes mais degradas de Maceió experimenta pela primeira vez essa realidade. Direto das grotas da capital alagoana, os moradores passam a enxergar um caminho de possibilidade carregado de infraestrutura, segurança e o melhor: dignidade de vida.

Assim como o Pró-Estrada, o programa Vida Nova nas Grotas iniciou lá atrás em 2016 ainda como Pequenas Obras, Grandes Mudanças com a ideia de promover melhorias de mobilidade por meio da construção de escadarias drenantes, pontilhões, passeios, corrimão e meio-fio. Mas foi neste ano que ele conquistou projeções significativas com reflexos até em escala nacional, quando firmou parceria com o programa das Nações Unidas para Assentamentos Urbanos, Onu-Habitat.

De duas comunidades entregues em 2016, o programa saltou para oito inauguradas apenas neste ano. Junto com as grotas da Iraci, Aterro, Canaã, Pau D’Arco, Divaldo Franco, Ouro Preto, Freira, Bananeira, Macaxeira e Senhor Bonfim, outras 21 também recebem os serviços de estruturação urbana. O resultado está apenas começando, a expectativa é que até o final da gestão todas as grotas de Maceió sejam contempladas, proporcionando melhorias de qualidade de vida a mais de 250 mil moradores.

“É motivante trabalhar e, mais que isso, morar em um lugar onde as mudanças acontecem. O Vida Nova nas Grotas traz esse significado de transformação, quando vemos áreas antes distantes do restante da população, como as comunidades mais carentes da capital, ficarem mais próximas e ganharem condições de moradia e vida adequados. Em 2018 vamos, juntos com o governador Renan Filho, dar continuidade e ampliar ainda mais todas essas ações”, destaca Mosart Amaral.


Agência Alagoas

Author Description

Victor Spinelli

Sem Comentários ainda.

Participe do debate