Embrapa recebe Prêmio CNA Agro Brasil

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2017/12/premio.jpgEmbrapa recebe Prêmio CNA Agro Brasil

O presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Maurício Lopes, recebeu na segunda-feira (11) o Prêmio CNA Agro Brasil, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Criada no ano passado, a iniciativa é uma homenagem a quatro personalidades que se destacaram em 2017 com ações e iniciativas que contribuíram para o desenvolvimento da agropecuária brasileira.

Lopes recebeu a premiação na categoria Pesquisa e Desenvolvimento, por sua gestão marcada pelo reposicionamento da instituição frente ao setor agropecuário e pela modernização da dinâmica de trabalho da Empresa, além do fortalecimento da parceria com a CNA em iniciativas como o projeto Forrageiras para o Semiárido, desenvolvido com o Instituto CNA.

Foram homenageados também o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, na categoria Destaque 2017; o jornalista José Roberto Guzzo, da revista Veja, na categoria Comunicação; e o deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, na categoria Política.

Ao discursar na cerimônia de premiação, o presidente da CNA, João Martins, afirmou que o prêmio é um reconhecimento a todos aqueles que deram sua contribuição para que a agropecuária se torne “cada vez mais competitiva, eficiente e cumpra seu papel social”. “Nossa preocupação foi buscar aquelas pessoas que contribuíram para o engrandecimento do País e para a solução dos problemas do setor”.

Ao agradecer a homenagem, o presidente da Embrapa enfatizou a importância da parceria entre a CNA e a Embrapa, que tem gerado resultados significativos para a agricultura e o agronegócio brasileiro. “Compartilho este prêmio com meus colegas e com a grande rede de pesquisadores que ajudam a construir a ciência e a inovação para a agropecuária brasileira”, afirmou.

Para Lopes, quando uma instituição como a CNA reconhece a importância da ciência e da inovação, “fortalece nosso desejo de continuar contribuindo para que o Brasil aumente sua capacidade de alimentar a população e de ser provedor de alimentos para o mundo”.

Lembrando que os dias atuais apresentam inúmeros desafios para a ciência e a pesquisa, como as mudanças climáticas, a sustentabilidade e os mercados cada vez mais competitivos e complexos, Lopes disse ter a certeza de que as instituições não podem mais trabalhar isoladas. “Conhecimento e relacionamentos são imprescindíveis para conseguirmos dar respostas aos desafios”.

Por isso, é urgente que haja esforços conjuntos e sinergia. “O Prêmio CNA Agro Brasil, que reconhece e celebra os resultados da parceria CNA-Embrapa com uma imensa rede de parceiros, é exemplo da busca de conhecimentos, de informações, da construção de relacionamentos e das redes que nos ajudarão a seguir enfrentando os desafios”, concluiu Lopes.

Outros homenageados

Na categoria Política, o deputado Nilson Leitão – que se destacou pela firmeza e lucidez na defesa de temas fundamentais para o agro – disse: “divido o prêmio com quem defende a produção, o setor produtivo, o produtor, aquele que gera emprego e renda e, acima de tudo, que cuida do meio ambiente e da terra. Esse é o produtor. E nós, como representantes dele, nos sentimos agraciados por representá-lo e ser homenageado por um prêmio como esse”.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, recebeu o prêmio na categoria Destaque, pela condução dos trabalhos em torno da aprovação da reforma trabalhista. “O prêmio é o sinal de que estamos no caminho certo. Ficamos motivados a dar continuidade e levar em frente o conjunto de reformas que são importantes para o desenvolvimento do Brasil. E a modernização da legislação trabalhista é boa para o trabalhador, para o empregador e para o Brasil. Segurança jurídica nas relações de trabalho é fundamental. Não há desenvolvimento econômico sem segurança jurídica”, disse o ministro.

O jornalista José Roberto Guzzo, colunista da revista Veja, foi homenageado na categoria Comunicação pela autoria do artigo “Em defesa da agricultura: vamos comer o quê?”, no qual citou dados da Embrapa Monitoramento por Satélite para mostrar que os produtores rurais brasileiros são os que mais preservam o meio ambiente do país. Guzzo não pôde comparecer e foi representado na cerimônia pelo jornalista Thiago Bronzatto, da sucursal da revista em Brasília, mas deixou uma mensagem de agradecimento para dizer que a homenagem “é um forte estímulo para continuar o trabalho” e “que foi uma honra ser reconhecido por um setor que desempenha papel fundamental para o desenvolvimento do Brasil”.

Embrapa

Author Description

Vanessa Ataíde

Sem Comentários ainda.

Participe do debate