Projeto da indústria de secagem de leveduras avança em Pindorama

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2017/12/levedura.jpgProjeto da indústria de secagem de leveduras avança em Pindorama

Buscando alternativas produtivas e a diversificação de sua atuação, a Cooperativa Pindorama irá expandir seu campo industrial para a produção de levedura seca de cana de açúcar. O projeto aponta para produção estimada de 6 toneladas de leveduras em pó a partir do excedente utilizado na fermentação do álcool produzido pela Usina Pindorama.
A planta industrial que irá operar o processo possui a capacidade de transformar cerca de 33 metros cúbicos de creme de leveduras em pó. A Cooperativa, segundo gerente industrial, Eriksson Viana, conta com o reforço de novas turbinas, torres de refrigeração e câmara de secagem para o beneficiamento completo da levedura de recuperação; da concentração à comercialização.

“Esse processo contempla um ganho naquilo que perdíamos por não conseguir manter vivas as leveduras devido ausência de separação do fermento e vinho na produção do álcool. Com a secagem da levedura vamos lançar mais uma oportunidade de mercado com baixo custo de produção”, comenta o gerente de Pindorama.

A produção da biomassa da levedura em Pindorama já deseperta o interesse de diversos produtores de ração pelo fato de ser o primeiro centro especializado no Nordeste em recuperar a levedura e secá-la com destino à alimentação animal. A atividade irá gerar 15 novos postos de emprego.

O presidente da Pindorama, Klécio Santos, enfatiza a importância do novo produto para a Cooperativa. “A Pindorama adquiriu competência para oferecer mais esse serviço ao produtor. A levedura possui rico valor de proteínas e é uma excelente opção para o setor, levando um alimento de qualidade que poderá contribuir para a redução dos custos de produção”, definiu.

Assessoria

Author Description

Polyana Lima

Sem Comentários ainda.

Participe do debate