Estado lança programa de cestas nutricionais em mais 18 cidades nesta semana

http://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2017/12/13709_ext_arquivo.jpgEstado lança programa de cestas nutricionais em mais 18 cidades nesta semana

O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades) está percorrendo, durante os meses de novembro e dezembro, os 102 municípios alagoanos. O intuito é lançar o Programa de Complementação Alimentar para Gestantes e Nutrizes em Situação de Vulnerabilidade Social e Insegurança Alimentar e Nutricional em todo o Estado.

O objetivo do programa, que deve ter caráter permanente, é reduzir os indicadores de mortalidade infantil e de parturiente e, consequentemente, contribuir para a melhoria da qualidade de vida das beneficiárias e suas famílias. Neste primeiro momento serão contempladas gestantes e crianças de 06 a 24 meses de idade em situação de vulnerabilidade inscritas no Cadastro Único.

Segundo o secretário Fernando Pereira, o lançamento do programa é um momento em que as gestantes e nutrizes irão conhecer o programa, suas condicionalidades e tirar dúvidas com a equipe estadual responsável pelo programa.

“Ir a cada município nos aproxima ainda mais das gestões municipais e das famílias que serão beneficiadas pelo programa do Governo de Alagoas. Estamos visitando cerca de 4 municípios por dia, mostrando que a prioridade da gestão estadual é a primeira infância, porque compreendemos que é nesta fase da vida que a criança está mais disposta a receber os estímulos cognitivos corretos, que traz consequências positivas em sua fase adulta”, disse.

De acordo com a superintendência de Segurança Alimentar e Nutricional, neste primeiro momento serão investidos cerca de R$ 4 milhões para aquisição dos 14 produtos que compõem as cestas, que irão beneficiar 25 mil gestantes e nutrizes.

A cesta é composta de 14 itens, entre eles biscoito, farinha de milho, arroz, farinha de mandioca, macarrão, feijão, leite em pó e aveia em flocos. Para ser beneficiada pelo programa, as gestantes devem comparecer mensalmente às consultas durante o pré-natal. Elas devem estar cadastradas no Sistema Único de Saúde e ter formulário de encaminhamento aos Centros de Referência e Assistência Social (Cras).

A futura mamãe, Maria Conceição, do município de Campo Alegre, foi uma das contempladas com o programa. Ela recebeu das mãos do secretario Fernando Pereira e da prefeita Pauline Pereira, duas cestas, referentes aos meses de outubro e novembro.

“Receber duas cestas é felicidade em dobro para mim e para minha família. Também fiquei sabendo hoje que a cesta de dezembro chega até o dia 15. Nosso natal será ainda melhor este ano. Agora também poderei usar o beneficio do Bolsa Família para comprar outras coisas que serão boas para o meu bebê, como o enxoval”, disse a gestante.

Até o momento o programa já foi lançado nos municípios de Pariconha, Delmiro Gouveia, Inhapi, Canapi, Piranhas, Mata grande, Olho D’Agua do Casado, Água Branca, Roteiro, Barra de São Miguel, Satuba, Santa Luzia do Norte, Coqueiro Seco, São Sebastião, Junqueiro, Teotônio Vilela, Campo Alegre, Belém, Limoeiro de Anadia.

Nesta semana a Seades estará nos municípios de Marechal Deodoro, Atalaia, Capela, Cajueiro, São Luiz do Quitunde, São Miguel dos Milagres, Matriz de Camaragibe, Porto Calvo, Maragogi, Japaratinga, Porto de Pedras, União dos Palmares, São José da Laje, Branquinha, Murici, Igaci, Palmeira dos Índios e Quebrangulo.


Agência Alagoas

Author Description

Victor Spinelli

Sem Comentários ainda.

Participe do debate