Laticinistas enaltecem importância do 13º Concurso Lácteo

Laticinistas enaltecem importância do 13º Concurso Lácteo

A 13ª edição do concurso lácteo de Alagoas, que aconteceu na última terça-feira (24), mostrou a preocupação dos produtores locais em apresentar na competição uma vitrine de produtos de qualidade. A competição reuniu 24 empresas de laticínios, avaliou 110 produtos divididos em 21 categorias. Em 2017, o Senai/AL, que assina a promoção do evento, registrou o recorde de adesão dos laticínios.

O laticínio Dugado, representado pelo laticinista José Sergio, consagrou seu queijo de coalho como produto de honra, o único troféu da competição. “Sempre procuramos por melhorias para os nossos produtos. Trazemos técnicos de fora, veterinários e laticinistas para auxiliar em todo o processo de progresso do nosso laticínio. A iniciativa tem conduzido positivamente nosso caminho no rumo do desenvolvimento. O setor agradece”, disse Sergio em tom de satisfação.

Experiente quando o assunto é Concurso Lácteo, o laticinista Adário Monteiro, participa do evento há 12 anos. A cada edição, sua equipe expõe os investimentos nos diferencias que influenciam de forma positiva em suas produções. “Sempre procuramos por melhorias para os nossos produtos. Trazemos técnicos de fora, veterinários e laticinistas para auxiliar em todo o processo de progresso do nosso laticínio”, ressalta Adário. A empresa faturou seis medalhas de honra para casa.

O Sindicato das Indústrias de Laticínios de Alagoas (Sileal), segundo seu presidente,Arthur Vasconcelos, afirmou que o Concurso consolida o processo de evolução da produção alagoana de leite e seus derivados. “Os resultados podem ser vistos nos produtos de alta qualidade que foram exibidos nesses eventos.É perceptível que estamos evoluindo e isso é bom para o consumidor, para o estado e para a tecnologia de leite. Nos sentimos confortáveis todas as indústrias avançando”, comentou.

A relevância do Concurso para o setor também foi enaltecida pelo laticinista Wilson Amaral, com o estreante Laticínio Renascer. “Apesar de já ser do ramo, quero ressaltar que é muito importante para Alagoas e para gente, enquanto laticínio, ter uma competição desse porte, que vem para agregar ao trabalho desenvolvido na indústria. Alagoas já tem sua competência provada no setor e o Concurso faz parte dessa história”, avalia o laticinista.

A pareceria produtiva entre Senai/AL e Sebrae na realização do Concurso Lácteo, segundo o diretor técnico do Sebrae/AL, Ronaldo Moraes, eleva o padrão da cadeia alagoana. “Todo mundo ganha com o setor leiteiro fortalecido. Ganha a reputação de Alagoas com os excelentes produtos que estão saindo daqui. A área rural é a nossa grande vocação, vamos aproveitar o potencial desse estado”, pontua Moraes.

ASSESSORIA

Author Description

Vanessa Ataíde

Sem Comentários ainda.

Participe do debate