RF deve anunciar o reforço de partido na base do governo

RF deve anunciar o reforço de partido na base do governo

Renan Filho tira, a partir de sexta-feira, licença do cargo de governador até o próximo dia 30. São dez dias de férias, para aproveitar com a família e “renovar” as energias.

Quem assume o comando de Alagoas no período é o vice-governador Luciano Barbosa, que tocará o estado, assim como nas duas vezes anteriores em que assumiu o governo, dando continuidade as ações do governo – sem qualquer alteração política ou administrativa.

Antes das férias, o governador aproveita viagem de trabalho, iniciada nesta terça-feira, em Brasília, para cuidar de interesses do Estado.

Entre uma audiência e outra, vai aproveitar para tratar de política. Depois de consolidar a volta do PDT á base do governo, Renan Filho deve anunciar em breve o retorno do PT. Em Brasília, ele conversa com lideranças do partido.

“Quero ouvir o PT, saber o que o partido está achando da gestão e avaliar uma participação no nosso governo”, aponta.

A aliança com o PT, de fato, nunca foi totalmente rompida – apesar do afastamento do partido do governo no episódio do impeachment de Dilma Rousseff. “Sempre estivemos próximos e a volta do partido, se for o caso, será natural”, aponta Renan Filho.

Nessa terça-feira, 17, Renan Filho conversou com o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, para tratar de obras que estão ou entrarão em execução no estado – incluindo o aeroporto de Maragogi e o viaduto da PRF.

Com o ministro, o governador também analisou o quadro político e deixou aberta a porta para futuros entendimentos.

O governador cumpre agenda semelhante com o ministro do Turismo, Marx Beltrão, com quem deve se encontrar nesta quarta-feira, 18. Lá, trata da obra de duplicação da rodovia de Barra de São Miguel a São Miguel dos Campos, além de conversar sobre política com o ministro

A agenda de Renan Filho em Brasília inclui ainda audiência no Ministério da Saúde, para tratar da construção de hospitais e do SUS, no Ministério da Integração, para acompanhar liberação de recursos para o Canal do Sertão e adutora da Bacia Leiteira.

Tem mais

Depois do PPS, PDT e agora PT, o governador continua está aberto para conversar com outras forças políticas e não descarta trazer novos partidos para a base do governo. Ele não nega que está em busca de novos partidos para seu grupo . Mas prefere manter o “segredo” por enquanto.


Edivaldo Júnior

Author Description

Victor Spinelli

Sem Comentários ainda.

Participe do debate