Lula: “A Lava Jato mentiu e tem que pedir desculpas por destruir a indústria”

Lula: “A Lava Jato mentiu e tem que pedir desculpas por destruir a indústria”

Em entrevista à rádio Super Notícia FM, de Belo Horizonte, na manhã desta quarta-feira 18, o ex-presidente Lula anunciou uma nova caravana, agora pelos Estados de Minas Gerais, criticou as privatizações do governo Michel Temer e a Operação Lava Jato.

Ele também afirmou que “esse país tem jeito, pode voltar a crescer. E as pessoas precisam voltar a ter auto estima”.

Lula disse que há três anos tentam lhe destruir. “Tenho mais de 60 capas de revistas e mais de 25 horas de Jornal Nacional contra mim”, destacou. “Me dão tiro de canhão todo dia e estou vivo. Deram um tiro de garrucha no Aécio e ele não aguentou”, ironizou. “E quanto mais me batem, mais eu cresço nas pesquisas. Isso que deixa eles com raiva”, completou.

Lula disse querer “cuidar da soberania do país”. “Esse país não pode ser vendido. Quem não sabe governar tem que pedir as contas e ir embora”, declarou, em crítica ao pacote de privatizações que inclui a Eletrobras, a Casa da Moeda e até a Caixa Econômica Federal.

Sobre a Lava Jato, ressaltou: “A Polícia Federal e o Ministério Público da Lava Jato mentiram. Eles que têm que se explicar e pedir desculpas agora por destruir a indústria. Espero que eles tenham vergonha e peçam desculpas à sociedade brasileira pelo estrago”.

O ex-presidente está prestes a iniciar uma caravana por Minas Gerais, similar à que fez pelos nove estados do Nordeste. “O objetivo da caravana é ver o que aconteceu no Brasil nos últimos anos. Tenho consciência dos avanços sociais e quero ver como está agora”, explicou Lula.

“Depois da caravana de Minas Gerais quero fazer o Sul e o Norte do país”, anunciou. “Não esqueço nunca que a ponte de Itinga (MG) eu prometi na caravana em 93. Porque naquela época a gente só atravessava de balsa”, lembrou. “Quero que as pessoas vejam a riqueza cultural do Vale do Jequitinhonha”, disse ainda.

A viagem do ex-presidente por diversas regiões de Minas, entre os dias 23 e 30 de outubro, é a segunda etapa de um projeto que deve alcançar todas as regiões do país. O percurso, que será todo feito de ônibus por Lula, envolve sete regiões do estado totalizando pelo menos 14 cidades.

Lula inicia sua caravana por Minas pelo Vale do Aço, um dos berços do Partido dos Trabalhadores, em Ipatinga no ato “Em defesa da soberania nacional” de recepção da caravana na Praça dos Três Poderes, às 18h.

Depois do ato de abertura, a caravana segue para o Vale do Rio Doce, Vale do Mucuri, Vale do Jequitinhonha, passa pelo Norte de Minas, Região Metropolitana de Belo Horizonte e termina em um grande ato na capital mineira, no dia 30 de outubro.


Brasil 247

Author Description

Victor Spinelli

Sem Comentários ainda.

Participe do debate