PSDB anuncia que vai tirar Bonifácio Andrada da vaga do partido na CCJ

O PSDB vai tirar o deputado Bonifácio Andrada, escolhido para ser o relator da denúncia contra o presidente Michel Temer, da vaga do partido na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara.

O presidente da legenda, senador Tasso Jereissati (CE), e o líder da sigla na Câmara, deputado Ricardo Tripoli (SP), fizeram o anúncio no Senado, nesta quinta-feira (5).

Bonifácio pode continuar na relatoria do caso mas, para isso, outro partido terá de ceder a ele uma vaga no colegiado. O deputado também estava presente quando do anúncio, e afirmou não concordar com a atitude do PSDB. Também destacou, conforme o portal G1, que aceitará ocupar a vaga de outra sigla na CCJ, para continuar relatando a denúncia.

Desde que o nome de Bonifácio foi anunciado, líderes do PSDB se revezam para tentar convencê-lo a sair do posto. Segundo os tucanos, ter um relator da denúncia contra Temer, pela segunda vez, causará um grande estrago à imagem do partido.

O presidente Michel Temer voltou a ser denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), agora pelos crimes de obstrução da Justiça e organização criminosa. Quando da primeira acusação, em junho último, Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) foi escolhido para ser o relator do caso na CCJ, depois da rejeição do parecer do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), que recomendava a continuidade do processo contra o presidente.

Coube ao tucano, então, elaborar um novo relatório, que recomendava a rejeição da denúncia contra Temer. O texto foi aprovado pela maioria dos deputados, durante votação no plenário da Câmara, no dia 2 de agosto.

Notícias ao Minuto

Descrição do autor

Vanessa Ataíde

Ainda não há comentários.

Participe da conversa