Bovespa tem alta e chega a bater marca inédita de 78 mil pontos

A principal índice da bolsa brasileira (B3), o Ibovespa, opera em forte alta nesta quinta-feira (5), chegando a tocar os 78 mil pontos em apenas meia hora de pregão. O cenário econômico, que dá sinais de início de uma recuperação, aliado à alta liquidez no exterior, tem ajudado a manter o viés positivo.

Às 12h05, o Ibovespa subia 1,28%, a 77.570 pontos. Veja a cotação hoje. Na máxima do dia, o índice chegou a marcar 78.024 pontos, segundo o Valor Online.

A alta é generalizada, mas é ainda mais intensa entre ações do setor de siderurgia e energia, que têm mostrado especial vigor, reagindo a sinais de recuperação da economia, como avanços na agenda de privatização.

As ações preferenciais (prioridade na distribuição de dividendos) e ordinárias (direito a voto) da Vale e Petrobras avançavam acima de 1%, perto do mesmo horário. As duas têm forte peso no Ibovespa.

Também subiam os papéis dos bancos (Itaú Unibanco, Santander, Bradesco e Banco do Brasil).
Na véspera, o Ibovespa fechou em queda de 0,22%, a 76.591 pontos.

Histórico das altas

A Bovespa começou a bater recordes de alta no dia 11 de setembro, quando fechou em 74.319 pontos. No dia seguinte, bateu novo recorde, quando foi a 74.538 pontos. O pregão manteve a tendência das máximas até o dia 13, quando fechou em 74.787, e no dia 15 bateu novo patamar, chegando aos 75.756 pontos.

No dia 18, o Ibovespa manteve o patamar alcançado e fechou em 75.990. No dia 20, alcançou a máxima histórica, fechando em 76.004 pontos. E no dia 3, o Ibovespa bateu novo recorde, fechando em 76.762 pontos.

g1

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa