Parque da Pecuária deve receber mais de 2 mil animais na Expoagro

A 67ª Exposição Agropecuária de Produtos e Derivados de Alagoas (Expoagro) deve bater o recorde de animais passando pelo Parque da Pecuária, em Maceió, em 2017. São esperados mais de 2 mil animais, entre os que estarão em exposição e os que serão comercializados nos leilões, entre os dias 19 e 29 de outubro.

Pelo parque, a Associação dos Criadores de Alagoas (ACA) acredita que devam circular animais das raças bovinas nelore, gir, girolando, uma amostra dos animais santa gertrudes e sindi, além do gado guzerá; das raças de cavalo quarto de milha, mangalarga e campolina; e das raças de ovinos dorper, white dorper e santa inês.

“Nós teremos uma festa muito grande. Já iniciamos a exposição com um grande leilão. Esse ano, teremos novos formatos de leilões, shopping de animais e vários leilões já confirmados. Sem dúvida nenhuma bateremos mais uma vez o recorde de participação não só de criadores, mas nas exposições”, afirma o presidente da ACA, Domício Silva.

A procura por estandes para a Expoagro, conta Domício, também está grande. Segundo o presidente da ACA, o setor agropecuário está confiante na retomada de negócios e na realização de mais um evento cheio de novidades e programação diversificada. “Já temos uma grande procura por espaço, então não temos dúvida de que será um grande evento, uma grande Expoagro. Esse ano, conseguimos renovar as atrações e trouxemos novidades, como a Arena Expoagro, que conta com uma nova estrutura e um número maior de shows para o público”, adianta o presidente da ACA.

A Expoagro terá, ainda, eventos ligados a todas as cadeias produtivas, como palestras, seminários, concursos lácteos, leilões, julgamentos e a tradicional Expoagrinho. A expectativa é de conseguir impulsionar a movimentação da grande festa do campo na cidade. Rodrigo Loureiro, diretor de Eventos da ACA, aposta na superação da exposição este ano, devido a chegada das chuvas e alta nos preços de venda da pecuária de corte. “Mesmo no auge da seca, a Expoagro 2016 foi muito importante para o produtor e criador nordestino. E esse ano a expectativa é ainda melhor. Além do fator fundamental, que é a dedicação e o profissionalismo do pecuarista alagoano”, destaca Loureiro.

O evento é realizado pela ACA em parceria com a Organização Arnon de Mello, a Federação da Agricultura de Alagoas (Faeal), com patrocínio do Sebrae, Banco do Brasil e Governo de Alagoas, através da Secretaria de Agricultura, e apoio do Senar, Federação das Indústrias e Prefeitura de Maceió.

Assessoria

Descrição do autor

Polyana Lima

Ainda não há comentários.

Participe da conversa