TJ e Governo de AL lançam programa de regularização fundiária

O Poder Judiciário de Alagoas e o Governo do Estado lançam, nesta segunda-feira (4), o programa “Rural Legal”, que vai entregar, gratuitamente, títulos de propriedade a pequenos agricultores. O termo de cooperação será assinado no Palácio República dos Palmares, às 15h, entre o presidente Otávio Praxedes e o governador Renan Filho.

De acordo com o juiz auxiliar da Presidência do TJ/AL Carlos Cavalcanti, mais de 20 mil pessoas serão beneficiadas. “Elas serão, para todos os efeitos legais, proprietárias dos imóveis que ocupam”, afirma o juiz, que coordena o projeto e que destacou o apoio do presidente Otávio Praxedes e do corregedor da Justiça, Paulo Lima.

A Associação dos Notários e Registradores (Anoreg/AL) e o Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral), este vinculado ao Governo de Alagoas, também integram a ação. Pelo Judiciário, conduzem o projeto a Presidência do Tribunal de Justiça a Corregedoria-Geral da Justiça.

11 municípios beneficiados na primeira etapa

Nessa primeira etapa do programa, deverão ser entregues 3 mil títulos a moradores de 11 municípios: Pindoba, Paulo Jacinto, União dos Palmares, Murici, Branquinha, Flexeiras, Joaquim Gomes, Santana do Mundaú, Messias, Novo Lino e São Luís do Quitunde.

Serão regularizados imóveis rurais de até seis hectares. “A regularização vai possibilitar mais cidadania, além do aumento nominal no valor dos imóveis e da ampliação do acesso ao crédito rural”, explicou Carlos Cavalcanti.

O objetivo é cumprir essa ação da melhor forma possível e entregar os títulos de propriedade a esses moradores”, afirmou Carlos Cavalcanti, ressaltando que o cronograma das entregas ainda será definido.

Moradia Legal distribuiu 13.657 títulos de propriedade

A execução do “Rural Legal” considera os resultados positivos obtidos com a implementação do “Moradia Legal II”, criado por meio do provimento n° 4/2015, da Corregedoria. Entre 2015 e 2016, o projeto distribuiu 13.657 títulos de propriedade gratuitos a pessoas de baixa renda, em 35 municípios do Estado.

TJ/AL

Descrição do autor

Victor Spinelli

Ainda não há comentários.

Participe da conversa