Presidente da Emater conhece diretrizes do Plano Safra 2017/2018

O diretor-presidente do Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas (Emater/AL), Carlos Dias, conheceu, nesta terça-feira (11), as diretrizes definidas para o Estado pelo Plano Safra da Agricultura Familiar no biênio 2017 e 2018.

Durante os dois anos, o Plano Safra direciona R$ 204 milhões a Alagoas para financiamentos rurais, sendo R$ 98 milhões voltados às famílias de pequenos agricultores e assentados, R$ 62 milhões para médios produtores e R$ 44 milhões para a agricultura empresarial.

Com a disponibilização dos recursos, a Emater se posiciona como instituição parceira do banco no sentido de operacionalizar o acesso ao crédito por meio da assessoria às famílias de agricultores, para que possam definir o projeto que gostariam de viabilizar com o financiamento rural e garantir seu uso qualificado.

“A Emater tem o contato com o agricultor, discute e avalia o potencial que a família tem para investir os recursos obtidos pelo financiamento rural e monta todo o projeto técnico, que é submetido para análise do banco. Caso atenda a todos os condicionantes, o banco aprova o projeto e libera os recursos”, esclareceu o presidente Carlos Dias.

Ao longo do processo de execução do projeto, a Emater acompanha o agricultor para auxiliá-lo nas etapas técnicas e produtivas e garantir a obtenção de resultados reais à medida que os recursos são liberados.

O financiamento rural oferecido dentro do Plano Safra possui baixa taxa de juros e permite que o agricultor adimplente pague um valor menor que o contratado, uma vez que se trata de crédito subsidiado, facilitando o crescimento no campo.

“Por possuir condições especiais para pagamento, o financiamento rural entra como mola propulsora para o desenvolvimento, tanto para a estruturação das famílias, que precisam de recursos para aquisição de equipamentos, custeio, capacitação e produção, quanto para o agronegócio em diferentes vertentes”, ratificou Dias.

Os técnicos da Emater estão disponíveis, em uma das sete supervisões regionais espalhadas por Alagoas, para orientar os agricultores familiares que tenham interesse em acessar o crédito.


Agência Alagoas

Descrição do autor

Victor Spinelli

Ainda não há comentários.

Participe da conversa