Téo Vilela descarta candidatura a federal: disputa só se for para o Senado

A assessoria de imprensa do PSDB reafirmou, esta semana, o que o ex-governador Teotonio Vilela Filho já havia antecipado aqui e em vários outros meios de comunicação. A única disputa que o Téo admite é ao Senado.

“Só serei candidato se for ao Senado”, me disse recentemente o ex-governador. A decisão, segundo Vilela só será tomada no próximo ano.

A assessoria do PSDB desmente, assim, os boatos crescentes de que Téo poderia disputar uma vaga de deputado federal em 2018, o que “forçaria” o deputado federal Pedro Vilela (PSDB) a disputar uma vaga de estadual.

O deputado também negou, em nota a imprensa, essa opção: “nunca considerei essa possibilidade”. Pedro, é a princípio, candidato à reeleição.

A família Vilela vai esperar, claro, pela definição do “cenário”. O ex-governador continua bem posicionado nas pesquisas e tem aparecido com frequência em segundo lugar, empatando muitas vezes com o primeiro colocado.

A definição da candidatura ao Senado, ao que parece, vai depender muito mais da formação de um palanque majoritário. Téo tende a participar de uma chapa de oposição ao governador Renan Filho. Com os sinais, cada vez mais fortes de que Rui Palmeira não vai disputar o governo, Vilela vai precisar encontrar um candidato a governador viável, para fazer dobradinha. Até lá, as especulações continuarão, que ele queira ou não.


Edivaldo Júnior

Descrição do autor

Victor Spinelli

Ainda não há comentários.

Participe da conversa