Encontro de líderes aproxima mercados chinês e alagoano

O governador Renan Filho afirmou, na manhã desta segunda-feira (10), durante o 1º Encontro de Líderes – Brasil e China: oportunidades para Alagoas, que o Estado trabalha para concretizar investimentos da ordem de R$ 1 bilhão com quatro empresas do país asiático, além da expansão de uma quinta já instalada. Durante a solenidade, ele foi diplomado como conselheiro honorário da Câmara de Comércio Brasil – China, por meio do presidente da instituição, Charles Andrew Tang.

“Nós queremos estreitar muito o elo entre o Estado de Alagoas e a República Popular da China. Eu acho muito bom ter um governador dinâmico, jovem, que deseja trazer investimentos da China para Alagoas e assim gerar empregos aqui”, declarou Charles Tang.
O presidente da Câmara de Comércio fez o convite ao governador para capitanear, junto ao setor produtivo do Estado, uma missão técnica à China para assim estreitar ainda mais os laços entre os dois mercados.

“A China não interfere nos assuntos internos de nenhum País. Queremos basicamente fazer negócios de ganha-ganha, que sejam bons para ambos os lados”, acrescentou Tang.

Renan Filho afirmou que se tornar conselheiro honorário da Câmara de Comércio Brasil – China é motivo de orgulho e uma oportunidade para fazer com que o Estado de Alagoas esteja inserido no ciclo de desenvolvimento da economia chinesa, que se expande pelo mundo em busca de novos mercados.
Ele lembrou que Alagoas possui, na atualidade, a melhor avaliação de risco do País, fruto de uma mudança grande de postura e de um ajuste fiscal sem crise, que permitiu elevar a receita e reduzir as despesas, mas sem deixar de fazer investimentos e de valorizar o servidor público.

Renan Filho recordou que há três meses o Governo do Estado trabalha uma forte agenda, no sentido de buscar investimentos chineses para Alagoas.
“Temos quatro investidores chineses muito interessados em Alagoas com investimentos praticamente definidos. Fora esses quatro, um quinto investimento está relacionado à duplicação da planta da ZTT (empresa produtora de cabos para o setor de telecomunicações), que já produz aqui e se prepara para dobrar sua área produtiva. É importante construir uma agenda positiva e sucinta de maneira que tenhamos condições de concretizar esses quatro investimentos, que estão em mesa e giram em torno de R$ 1 bilhão”, considerou Renan Filho.

Além dele, foram homenageados durante a solenidade: Estanislao Franco de Oliveira, vice-presidente e fundador da Câmara Paraguai-China; o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Helder Lima, representado pelo superintendente de Indústria, Comércio e Serviços da Sedetur, André Luiz Gomes; Luiz Vasconcelos, conselheiro da Câmara de Comércio Brasil-China e Paraguai-China.

Participaram, ainda, da solenidade, realizada no Museu Palácio Floriano Peixoto (MUPA), o presidente da Federação das Indústrias de Alagoas (Fiea), José Carlos Lyra; o cônsul do Equador no Brasil, Sérgio Bayas; o superintendente da Caixa Econômica Federal (CEF) em Alagoas, Kléber Jurema; do Banco do Nordeste, Wesley Maciel; o presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Alagoas (Ademi/AL), Jubson Uchôa, secretários estaduais, dentre outras autoridades.

Fonte: Agência Alagoas

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa