Produtor de Sergipe investe na plantação de milho em Alagoas

José Almeida, o “Zezé”, produtor sergipano, encontrou em Limoeiro de Anadia, zona da Mata de Alagoas, uma área de 900 hectares ideal para investir na produção de milho para grãos e silagem. Sua produtividade inicial já vem gerando 100 empregos diretos e indiretos e esse número poderá dobrar no período da colheita.

Zezé conta que, além de empregos diretos, também vem trazendo divisas para o estado de Alagoas, com investimentos em compra de combustíveis, de sementes, fertilizantes e peças de reposição para as máquinas.

“Apenas no primeiro mês de produtividade no plantio de milho, nossa empresa já investiu aproximadamente R$ 1 milhão, recursos significativos para o início das atividades”, constata Zezé Almeida.

Como explica o secretário da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Álvaro Vasconcelos, Alagoas sobrevivia apenas da monocultura da cana de açúcar, mas atualmente vem diversificando suas atividades agrícolas com o plantio de soja, milho e feijão, proporcionando uma maior distribuição de renda no estado, por meio do setor agrícola.

“Isso representa o grande impulso na política de diversificação das atividades agrícolas em Alagoas, como vem trabalhando o governador Renan Filho desde o início de sua gestão, gerando emprego e renda no estado”, comemora o secretário Álvaro Vasconcelos.

Para Hibernon Cavalcante, superintendente da Seagri e coordenador da Comissão de Grãos em Alagoas, essa diversificação de culturas em áreas de renovação de cana de açúcar apresenta desenvolvimento de todos os tamanhos, seja na agricultura familiar, seja na atividade empresarial.

“Como observamos que há uma diversidade maior, ganha a sociedade como um todo, porque passamos a ter uma oferta maior e mais volumosa de grãos no estado de Alagoas e uma distribuição de renda muito mais uniforme do que a cultura canavieira”, reconhece o técnico da Seagri, Hibernon Cavalcante.

De acordo com o empresário, a cultura de grãos vai ter um futuro promissor em Alagoas, já que apresenta todas as condições favoráveis para o plantio de milho e de outras culturas.

Segundo ele, a expectativa para a safra deste ano na área onde começou a plantar o milho é de colher até 100 sacas por hectares, já que o período chuvoso chegou mais cedo na região.

Agência Alagoas

Descrição do autor

admin1

Ainda não há comentários.

Participe da conversa