Pelo menos 72% dos alagoanos querem Renan fazendo oposição a Temer

O rompimento de Renan Calheiros com Michel foi motivado por divergências do senador em relação às reformas da Previdência e Trabalhista e a influência de Eduardo Cunha no governo, entre outras rusgas da política em Brasília.

Mas não foi só isso.

Pesou muito a favor da decisão de Renan em deixar a liderança do PMDB e romper com o governo a opinião dos alagoanos.

O senador tem em mãos pesquisa em que a maioria dos alagoanos defendem a ruptura com o governo federal.

No levantamento feito no começo deste mês, com 2 mil eleitores com 16 anos ou mais em 45 cidades de todas as regiões do estado, os entrevistados responderam a seguinte questão: “na sua opinião o senador Renan deve apoiar o presidente Michel Temer ou deve fazer oposição?”

Dos entrevistados pelo Ibrape, 72% responderam que Renan Calheiros deve fazer oposição, enquanto 8% disseram que o senador deve apoiar Michel Temer e 20% não souberam ou não quiseram opinar.

Consequência

Renan Calheiros tem dito aos mais próximos que seu afastamento de Michel Temer não foi motivada pelas eleições de 2018, como poderia se imaginar

Mesmo tendo permanecido na liderança do PMDB até a semana passada ele vem liderando as últimas pesquisas, além de ter apoio das principais forças políticas em praticamente todos os municípios do estado.

Ainda assim, o senador deve se beneficiar eleitoralmente da posição, que ganhou a simpatia até de setores da esquerda.

Se a eleição não foi causa, como se sabe, pode ser consequência

Outra avaliação que ajudou na decisão de Renan Calheiros foi o fato de que o governo de Michel Temer não tem ajudado em nada ou muito pouco o governo de Alagoas.

Seu afastamento, portanto, não deve criar nenhum complicador para o governador Renan Filho. O que poderia se “temer” é que o governo federal tente retaliar o estado de alguma forma. Mas é algo improvável, até pela fragilidade do próprio Temer.


Edivaldo Júnior

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa