Estado de Alagoas inicia cultivo de camarão marinho em cativeiro

Alagoas passa a contar, a partir de agora, com a atividade de carnicicultura, que é o cultivo de crustáceos com valor comercial, tendo por principal espécie de cultivo os camarões marinhos.

O primeiro certificado de liberação ambiental foi entregue na sexta-feira (23), em Penedo, pelo secretário de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Álvaro Vasconcelos, e por técnicos do Instituto do Meio Ambiente (IMA).

A unidade de criação de camarão, da espécie vanamê, está instalada na comunidade de Marizeiro, no município de Penedo, e vai passar a produzir 15 toneladas por safra, numa área de oito hectares, com onze viveiros montados.

Para o secretário Álvaro Vasconcelos, a atividade de carnicicultura no Baixo São Francisco também faz parte da diversificação agropecuária em Alagoas, com apoio da Seagri, IMA, Federação da Agricultura, Ufal e ainda do Banco do Brasil.

“É mais atividade que conta com o apoio e incentivo do Governo de Alagoas. Além de gerar empregos diretos, a produção de camarão vai abastecer o mercado interno e, em breve, o produto também poderá ser exportado para outros estados brasileiros”, assegura o gestor da Seagri, Álvaro Vasconcelos.

O produtor Germano Albuquerque, pioneiro na atividade de carnicicultura em Alagoas, explica que o empreendimento passa a ser um projeto que servirá de modelo para que outros produtores também possam investir nessa atividade na região do Baixo São Francisco.

“A liberação da licença ambiental concedida pelo Governo de Alagoas e, sem dúvida, um apoio e um incentivo imprescindíveis para o início de nossa atividade de criação de camarão na região do Baixo São Francisco”, comemora Germano.

Como explica o engenheiro de pesca e responsável pela carcinicultura em Penedo, Edvaldo Cavalachi, a partir de agora, o trabalho tem início com o preparo do solo, abastecimento dos viveiros e o povoamento com as larvas de camarão.


Agência Alagoas

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa