Dólar vira e passa a cair de olho no TSE e exterior

O dólar virou e passou a cair ante o real nesta quinta-feira (8), com os investidores acompanhando de perto o terceiro dia de julgamento da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sem tirar o olho de eventos importantes no exterior, segundo a Reuters.

Às 15h50, a moeda norte-americana recuava 0,11%, a R$ 3,2682 na venda. Veja a cotação.
Crise política

“Nesse momento, o mercado está acreditando que o presidente Michel Temer fica no cargo. E, nesse caso, ele ganha um fôlego que pode resultar em apoio para aprovar as reformas”, disse mais cedo à Reuters o diretor da mesa de câmbio da corretora MultiMoney, Durval Correa, quando a moeda subia.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iniciou nesta quinta-feira o terceiro dia de julgamento da chapa Dilma-Temer. Na véspera, o TSE encerrou os trabalhos com a conclusão do voto do relator do processo, ministro Herman Benjamin, apenas no que se refere às preliminares — questões processuais que antecedem o mérito do processo propriamente dito.
O mercado financeiro vinha adotando um cenário de queda de Temer, mas começaram a aparecer algumas avaliações de que o presidente pode concluir o seu mandato, até o fim de 2018. Entretanto, a cautela ainda prevalece.

“A avaliação é de que o desfecho da crise é imprevisível. Em meio ao imbróglio, as bancadas do PSDB na Câmara e no Senado decidiram esperar o desfecho no Tribunal para definir se desembarcam do governo”, destacou a Advanced Corretora em relatório.

Cenário externo

O exterior também matinha o mercado doméstico em alerta nesta chamada “Quinta-feira da Tripla Ameaça”, com os investidores de olho nas eleições gerais no Reino Unido e depoimento do ex-diretor do FBI em comissão do Senado norte-americano, além da decisão de política monetária do BCE.

O dólar subia ante uma cesta de moedas e operava misto ante divisas emergentes, em alta ante o rand e leve baixa ante o peso mexicano.
O BC realiza nesta sessão mais um leilão de até 8,2 mil swaps cambiais tradicionais –equivalente à venda futura de dólares– para rolagem dos contratos que vencem julho.
Véspera
Na véspera, o dólar terminou com leve baixa de 0,13%, a R$ 3,2721. Na semana, o dólar tem queda de 0,49% enquanto no mês acumula alta de 1,1%. No ano, a moeda norte-americana avança 0,69%.

Fonte: g1

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa