Governador cumpre compromisso e forma 85 novos praças da reserva técnica da PM

sssshttp://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2017/05/9b2e3a1115308fe416cd60a5bf090ea8_L.jpgsssshttp://edivaldojunior.com.br/wp-content/uploads/2017/05/9b2e3a1115308fe416cd60a5bf090ea8_L.jpg

Boinas jogadas para o alto e o grito de guerra, que ecoou na imensidão do Ginásio do Sesi como um brado de comemoração. E assim terminava uma jornada de cinco anos para os 85 soldados da Polícia Militar de Alagoas (PM/AL), formados na noite de quinta-feira (25), em Maceió.

A solenidade foi presidida pelo governador Renan Filho. Para ele, também se concluía ali um compromisso assumido como missão. Quando ainda era deputado federal, já cobrava investimentos na segurança pública e a convocação da reserva técnica da PM. Missão abraçada, missão cumprida!

“Ao formar a última turma da reserva técnica passa na minha cabeça um filme. Com a formação desses 85 novos policiais, fechamos o compromisso que tínhamos com 900 membros da reserva técnica da PM. São 800 praças e 100 do concurso de oficiais, dos quais chamamos a metade e a outra será convocada em junho”, garantiu o governador.

A Alagoas de hoje apresentada por Renan Filho aos formandos não é a Alagoas daquele momento em que fizeram o concurso público, salientou o governador em seu discurso.

“E olha que o Brasil piorou muito. Os Estados mais ricos estão de joelhos, sem sequer conseguir pagar os salários dos seus servidores. Mas aqui em Alagoas o clima é diferente. O Estado em que vocês ingressam na PM hoje já não é o Estado mais violento do Brasil. Maceió, que era a capital mais violenta do país, caiu para o 6° lugar em 2015 e quando se fecharem os dados de 2016, vamos cair mais. Para isso, vamos seguir trabalhando”, enfatizou o governador.

Renan Filho lembrou que do ponto de vista estrutural, a Segurança Pública em Alagoas também deu um salto de qualidade. Os decrépitos prédios das policiais Civil e Militar pelo interior do Estado estão sendo substituídos por modernos Centros Integrados de Segurança Pública (Cisps), já instalados e em funcionamento em sete municípios e com outros cinco já lançados. Ao final deste ano serão 20, que atenderão 35 cidades.

O sistema de radiocomunicação digital já funciona em Maceió, Arapiraca e Penedo; será estendido a todo o Estado, garantindo eficiência e sigilo nas informações trocadas entre os policiais.

“Os senhores estão entrando numa fase diferente, em que o Estado integra os trabalhos das polícias. Diferente também daquela época em que fizemos reuniões e eu dizia para vocês: se me derem a chance de ser governador, não só vou convocar a reservas técnica como vou mudar a Segurança Pública em Alagoas”, recordou Renan Filho.

Os novos soldados combatentes integravam o cadastro da reserva do último certame público realizado em 2012. Eles serão distribuídos nas unidades operacionais da corporação, reforçando o policiamento ostensivo.

A quarta e última turma foi convocada pelo Governo do Estado em agosto de 2016, quando os 85 alunos finalizaram o Curso de Formação de Praças que teve duração de 35 semanas, perfazendo um total de 1440 horas/aula. Eles foram distribuídos em turmas no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças da PM (CFAP), nos Polos Maceió e Arapiraca.

Renan Filho lembrou, ainda, que Alagoas é o Estado da Força Tarefa de Segurança Pública. O Programa vem reduzindo os índices de violência na capital e interior do Estado. O Governo remunera os policiais em serviço nos dias de folga. A adesão é voluntária.

“Amanhã, se os senhores quiserem, além de seus salários regulares, receber mais um incentivo financeiro do Estado trabalhando um pouco mais para o cidadão, o Governo está à disposição de vocês. Poderão entregar parte de suas folgas para aumentar o rendimento de suas famílias e garantir mais segurança para o cidadão alagoano”, propôs.

O soldado formado Paulo Ivo Silva Costa, 24 anos, afirmou que está pronto para servir à sociedade alagoana e elogiou a postura do governador em cumprir a promessa de convocar a reserva técnica da PM.

“Foi uma postura que demonstra um grande compromisso com a Segurança Pública do Estado e esperamos que ele (Renan Filho) reforce ainda mais as polícias e continue com o trabalho que está fazendo”, declarou o novo militar.

A mãe dele, a professora Betânia Vilela, se diz satisfeita com a escolha do filho. “Ele poderia seguir a carreira acadêmica, mas se interessou e preferiu fazer parte da Polícia Militar. Eu apoio. Acho que cada cidadão precisa contribuir de alguma forma para minimizar a violência”, disse Betânia.

Participaram da solenidade de formatura, o secretário de Segurança Pública, Coronel Lima Júnior; o comandante da PM/AL, Coronel Marcos Sampaio, dentre outras autoridades civis e militares.


Agência Alagoas

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa