12º Vaquejada e Trabalho promete aquecer mercado do QM em AL

Firme e numa crescente considerável nos últimos 10 anos, devido a solidez e boa fase da vaquejada, o mercado do cavalo quarto de milha deverá sentir os impulsos da tropa do Leilão Vaquejada e Trabalho. O remate abastece o mercado com 46 lotes de QM, donos de uma das genéticas mais respeitadas de Alagoas, produzidas nos Haras CPMF e Porto Rico, no próximo sábado,20.

“A vaquejada vive um de seus melhores momentos em engajamento e reconhecimento.Além de patrimônio do povo nordestino, também é responsável por movimentar cifras impressionantes nos municípios, principalmente em turismo. Ela é responsável pelo fortalecimento da indústria do quarto de milha no Nordeste, sendo o segmento que mais consome a QM. Uma realidade que resiste a crise”, considera o criador Celso Pontes de Miranda, do Haras CPMF.

Fábrica de campeões, a vaquejada tem demandado por mais animais com genética superior, de caracterização própria para a modalidade: versátil, ágil, inteligente, veloz e forte. São característica como essas que os criadores perseguem por meio de investimento em genética provada em resultados, extraídas de famílias do QM produtoras de campões ou de animais que fizeram história em pista.

“A carga genética tem feito diferencial na revelação de bons cavalos para a vaquejada. Bons estudos em cruzamentos aliados a técnica de uma boa avaliação dos animais tem nos ajudado a formatar linhagem 100% vaquejada, animais próprios para derrubada do boi nas pistas”, avalia Celso Pontes de Miranda.

3 Tambores em alta

E não é só a vaquejada que extrai o melhor dos bancos genético dos criatórios do estado. O mercado do quarto de milha tem notabilizado a demanda de QM para provas de 3 Tambores, que é original e muito praticada nos Estados Unidos.

Em menos de 5 anos, o movimento pelos 3 tambores ganhou mais oxigênio com aumento de competidores e, consequentemente, cerca de 12 pistas e maior número de provas.

Marla Tenório, quartista e líder do Haras Porto Rico, avalia a oportunidade de mercado. “É um movimento que vem conquistado espaço, de diferentes idades e muito familiar. Tão exigente quando o de vaquejada, também demanda por cavalos de alto valor genética, em todas as épocas do ano. Muitos animais que saíram do nosso leilão já sagraram-se campões, então também estamos apostando nesse perfil genético do tambor”, sintetiza, Marla.

60 anos

Repleto de descendentes de nomes famosos do quarto de milha, a 12º edição do Leilão Vaquejada e Trabalho traz uma tropa exclusiva dos dois Haras para comemorar 60 anos de criação, sendo 15 do Haras CPMF e mais 45 do Porto Rico.

Serão ofertados 46 lotes de equinos de geração, herdeiros de genéticas raras no mercado, com linhagens próprias para vaquejada e tambor. Éguas e cavalos netos de Eternaly Two, Black Skuy, Apolo Strike Cash. Além da tropa de venda comercial, material genético serão vendidos com o lançamento do garanhão Super Fred HPR, do Haras Porto Rico.

Os animais chegam ao Parque da Pecuária na sexta-feira,19. No mesmo dia, a os promotores irão oferecer coquetel de apresentação com o assessor do remate, Ayrton Lins, com objetivo de apresentar a especificidade de cada lote.

SERVIÇO

12º Leilão Vaquejada e Trabalho

Data: 20 05 2017

Hora: 16h

Local: Parque da Pecuária – Maceió/AL

Informações: Agreste Leilões (82) 3036-7070


Assessoria

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa