Câmara de Maceió vai convocar Sindcombustíveis para discutir preço da gasolina

A Comissão Especial de Inquérito (CEI), da Câmara Municipal de Maceió, vai convocar representantes do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Alagoas (Sindicombustíveis-AL) para prestarem esclarecimentos sobre o preço da gasolina e as denúncias de cartelização do setor na capital alagoana.

A data da reunião entre representantes do legislativo e do Sindicombustíveis-AL será definida na próxima quinta-feira (4).

Além da convocação feita ao Sindicombustíveis-AL, órgãos como a Secretaria da Fazenda do Estado de Alagoas (Sefaz), Procon, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Ministério Público Estadual serão convidados para discutir o assunto na Câmara.

“Estas entidades são importantes e podem contribuir e muito com os trabalhos que estamos iniciando”, afirmou o presidente da Comissão, vereador José Márcio Filho (PSDB).

Investigação

O levantamento preliminar, encomendado e apresentado na CEI, aponta que os donos de postos de combustíveis da capital alagoana têm, conforme denúncias enviadas à Casa de Mário Guimarães, tabelado o valor dos combustíveis.

A situação foi constatada pelo relatório produzido pela CEI, que aponta que o valor da gasolina nos postos de Maceió é de R$ 3,85, R$ 3,90, caindo, em dois ou três postos, a R$ 3,81.

“Infelizmente o relatório que encomendei mostra que a diferença no valor cobrado nos 115 postos de combustíveis não chega a 5%. Isso precisa de uma explicação. O relatório divide Maceió por regiões administrativas e, na região 1, com bairros como Poço e Pajuçara, a diferença é menos de 3%. Na Ponta Verde, praticamente não há diferença nos valores, chegando a R$ 0,01. Por tudo isso, a comissão aprovou a convocação para que os donos de postos de combustíveis deem explicações”, afirmou Zé Márcio Filho.

Convites

Ainda como deliberação da primeira reunião da CEI foi definido que a comissão irá expedir ofício também para a Petrobras e Sefaz, com o intuito de saber da estatal qual o preço do combustível na distribuidora e o frete praticado para Maceió e outros municípios alagoanos.

“A ideia é termos noção de qual é o custo real e a margem de lucro que os donos de postos de combustíveis de Maceió praticam”, completa Zé Márcio Filho.

CEI dos Combustíveis

Além de Zé Márcio Filho, como presidente, a CEI conta como membro com os vereadores Luciano Marinho (PTN), Samyr Malta (PSDC), Silvânio Barbosa (PMDB), Silvânia Barbosa (PRB), Lobão (PR) e Francisco Sales (PPL).


G1 AL

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa