Prodesin favorece ampliação de indústria e expande quadro de funcionários

A ampliação da indústria Madeiras do Brasil, no bairro Forene, em Maceió, possibilitou o aumento da produção e fez com que o quadro de funcionários da empresa mais que dobrasse. A inauguração da expansão das novas instalações aconteceu na manhã desta quinta-feira (27) e contou com a presença do governador Renan Filho.

Ele ressaltou a importância da política de incentivos fiscais implementada em Alagoas, através do Programa de Desenvolvimento Integrado do Estado (Prodesin), que beneficiou a Madeiras do Brasil, possibilitando a ampliação de seu parque industrial. Quatro novos galpões foram construídos numa área de 4.500 m².

“É importante que o Estado possa incentivar, induzir, criar um ambiente favorável para a geração de emprego em Alagoas. A gente sente que o Brasil começa a voltar a crescer, os sinais começam a chegar por aqui. É importante que, nessa retomada, Alagoas esteja preparada para gerar emprego, novas oportunidades para as pessoas. Por isso, estou aqui na inauguração da Madeiras do Brasil para sinalizar que estamos preparados para induzir a geração de oportunidades de trabalho no Estado”, declarou Renan Filho.

O diretor-presidente da Madeiras do Brasil, Kennedy Calheiros, revela que, com os incentivos fiscais concedidos pelo Prodesin, será possível ampliar ainda mais as instalações da unidade até 2018 e expandir o quadro de funcionários dos atuais 92 para 340 empregados. Antes da ampliação eram 44 trabalhadores.

“Devemos inaugurar em 2018 a construção de mais seis mil metros quadrados para a nossa fábrica de móveis. Esse incentivo vem para nos dá condições de competitividade. Hoje, estamos vendendo nossos produtos no Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Sergipe e Bahia. Algumas empresas entraram em dificuldades, nós avançamos sobre elas. É isso o que o Estado precisa fazer: você gera emprego, gera riqueza e nos deixa a par e passo com outras Unidades da Federação”, avaliou Kennedy.

A ampliação da Indústria Madeiras do Brasil conta com incentivos provenientes do Prodesin. A empresa investiu, na expansão, cerca de R$ 3,8 milhões, totalizando R$11.700,00 entre o capital inicial e o valor empregado na ampliação.

A empresa também aumentou sua produção de kits-portas (principal produto) de 2 mil unidades por mês para 3,5 mil. A meta é fabricar, a partir de dezembro deste ano, 7 mil unidades mensalmente.

A Madeiras do Brasil integra uma lista de 10 indústrias incentivadas pelo Governo do Estado com inaugurações previstas para 2017. No total, 75 empresas já operam com os benefícios do Novo Prodesin em Alagoas.

Renan Filho afirmou que a legislação de incentivo fiscal alagoana, elaborada em parceria com a Associação Comercial, a Federação das Indústrias e a Federação da Agricultura, é uma das mais arrojadas do Brasil e permite que o Estado atraia cada vez mais investimentos.

O governador enfatizou que Alagoas tem um dos incentivos fiscais mais competitivos, mais transparentes e mais racionais, porque permite ao empresário saber, com razoabilidade, o quanto paga e, ao Estado, o quanto arrecada.

“O Brasil tem um emaranhado de tributos que, às vezes, atrapalha muito a compreensão. Mas, aqui em Alagoas, é muito simples. A gente apura o imposto a pagar e dar até – dependendo do número de empregos gerados – 92% de desoneração. Isso facilita a compreensão, ajuda o Estado e promove, assim, um ambiente favorável para os investimentos e para a geração de oportunidades de trabalho”, explicou Renan Filho.

A inauguração das novas instalações aconteceu na sede industrial da empresa e contou, ainda, com a presença do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Helder Lima. A solenidade foi prestigiada por deputados estaduais, dentre outras autoridades. Após o descerramento da placa de inauguração, o governador visitou as instalações fabris da Madeiras do Brasil.


Agência Alagoas

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa