Fetag-AL denuncia que seca castiga agricultores familiares de Alagoas

A crise causada pela estiagem prolongada em Alagoas vem gerando sérios danos aos agricultores familiares que sobrevivem do cultivo de lavouras de pequeno porte e da criação caseira de animais. De acordo com a secretária de Políticas Agrícolas da Fetag-AL, Rilda Alves, a situação é delicada.

“Estamos enfrentando uma situação muito séria com a seca. A nossa expectativa é que a situação possa melhorar para que possamos plantar e colher. Muitos já perderam o rebanho por completo já que não há comida para alimentar os animais”, afirmou a secretária da Fetag-AL.

Segundo a dirigente sindical, com a escassez de chuvas as barragens – usadas para fornecer água para os animais e irrigar as plantações – estão secas, assim como as cisternas usadas para coletar água das chuvas para as necessidades das famílias.

“Apesar de nas últimas semanas ter começado a chover, com algumas barragens estando com um pouco de água acumulada, a gente sabe que ainda precisa muito para reverter a situação, podendo plantar e colher os frutos”, finalizou Rilda Alves.

Fonte: Assesoria

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa