Piso nacional do professor é implantado em AL e sai na folha de abril

A Secretaria de Planejamento e Gestão de Alagoas (Seplag) confirmou, nessa terça-feira, 25, que o valor do novo piso nacional dos professores já foi implantado nos salários dos servidores da rede estadual e será pago na folha de abril.

A implantação do novo piso, com reajuste de 7,64%, foi pedida pelo secretário de Educação de Alagoas, o vice-governador Luciano Barbosa, desde janeiro.

O valor do novo piso, de R$ 2.298,80, será retroativo a janeiro para os servidores que tem direito automaticamente ao benefício.

O secretário da Seplag, Fabrício Santos, adianta que pra os demais servidores da Educação, o governo deve anunciar o reajuste no início de maio, juntamente com o reajuste geral do funcionalismo de Alagoas.

A demora na implantação do piso, explica Fabrício, se deu em por conta do processo burocrático: “mesmo para implantar o valor do piso, que deveria ser automático, é preciso que o processo passe por diferentes secretarias e pela PGE. No futuro, se possível, vamos trabalhar para tornar esse procedimento mais rápido e objetivo”, diz.

Impacto de R$ 464 mil mensais

O novo piso, ressalta Fabrício Santos, vai beneficiar, principalmente, servidores inativos. Servidores que ganham acima do piso (R$ 2.298,00 por carga semanal de 40 horas) – ainda que proporcionalmente – terão seus salários reajustados a partir de maio.

Pelos cálculos da Seplag 159 servidores ativos e 2651 inativos serão beneficiados com a implantação do piso. O impacto financeiro será de R$ 21,8 mil e 442,6 mil respectivamente, totalizando R$ 464 mil por mês ou cerca de R$ 5,5 milhões por ano.

Descrição do autor

Edivaldo Junior

Edivaldo Junior

Edivaldo Junior é jornalista, colunista da Gazeta de Alagoas e editor do caderno Gazeta Rural

Ainda não há comentários.

Participe da conversa