Parceria desenvolve projeto para revitalização dos coqueirais em AL

O Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas (Emater/AL), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) de Sergipe, desenvolve as últimas etapas para implantação de Unidades de Referência Tecnológica (URT) para revitalização dos coqueirais alagoanos.

O projeto atende à demanda apresentada pelos produtores de coco de Alagoas e integra as ações do governo para recuperação do segmento. Neste caso, o intuito é implantar áreas mais produtivas e tecnificadas utilizando todas as condições favoráveis para o cultivo do fruto, servindo como referência para o produtor.

A gerente de Pesquisa e Inovação Tecnológica da Emater, Joseani Castro, explica que a implantação das URTs chega como alternativa para estimular o uso de tecnologias que garantam o crescimento qualificado dos coqueirais.

“Poucos conseguem cultivar o fruto de maneira tecnificada, por isso os cocoicultores nos procuraram para que contribuíssemos com iniciativas que pudessem mudar essa realidade. Buscamos, então, o auxílio da Embrapa Sergipe que já possui tecnologias para desenvolver esse trabalho com coqueiros”, afirmou.

O projeto engloba os litorais norte e sul do estado, onde a cultura é predominante. Nesta primeira etapa, a URT será implantada no litoral sul, onde a equipe de pesquisa encontrou condições mais favoráveis para início imediato do trabalho e todas as etapas, bem como técnicas utilizadas, poderão ser acompanhadas pelos produtores.

A última reunião do grupo de trabalho, que conta também com o apoio da cooperativa Pindorama, aconteceu na primeira semana de abril com a apresentação do esboço do projeto pela Embrapa, que pode ser discutido junto aos cocoicultores para adaptação de acordo com as necessidades identificadas.

No próximo encontro, que deve acontecer ainda em abril, Emater e Embrapa apresentam o projeto final elaborado pelos pesquisadores para início da etapa prática da implantação.


Agência Alagoas

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa