Índice de Preços ao Consumidor em Maceió registra variação de 0,87% em março

A Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio de Alagoas (Seplag) publicou na quarta-feira (12) o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) relativo ao mês de março deste ano. Os dados são da Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (Sinc), vinculada à Seplag. De acordo com os dados colhidos na pesquisa, no último mês, o IPC registrou uma variação de 0,87%. Segundo o levantamento, o acumulado dos três primeiros meses do ano é de 1,27%.

“Neste mês, o grupo que apresentou a maior variação foi o grupo de Transporte, com 3,89%, impulsionado, principalmente, por conta do transporte urbano. Foi registrada, inclusive, uma variação de 11,11% no item ônibus urbano”, destaca o supervisor de pesquisas da Seplag, Gilvan Sinésio.

Segundo a coleta de preços que subsidiou o levantamento, além dos itens relacionados ao grupo de Transporte, outros que também variaram durante o terceiro mês do ano foram os de Habitação e Vestuário, com variações de 1,07% e 0,31%.

“É interessante pontuar, no entanto, que grupos como o de Alimentação e o de Educação tiveram variações negativas, ou seja, diminuíram. Eles apresentaram quedas de -0,20% e -0,46%, respectivamente”, explica Sinésio.

Preço da carne

Conhecida como um dos itens de maior valia dentro da cesta básica, em março, o preço da carne também apresentou variação. Conforme os dados do IPC, o quilo do produto chegou a registrar a bagatela de R$ 18,90.

Em geral, a cesta básica comprometeu um percentual de 34,06% do salário atual, apresentando uma queda de 0,19 pontos percentuais em relação ao mês anterior, cujo comprometimento foi de 34,25%. Em março, a cesta básica alimentar apresentou uma queda de -0,56% com relação a fevereiro.

Ainda de acordo com a pesquisa, os itens da cesta básica apresentaram variações percentuais da seguinte maneira: Carne (-1,11), Leite (-0,92), Feijão (-2,37), Arroz (-0,64), Farinha de Mandioca (-0,89), Tomate (6,69), Pão Francês (-0,64), Café (1,28), Banana (2,61), Açúcar (-2,01), Óleo de Soja (-0,38) e Manteiga (1,21).

Para conferir a pesquisa completa, acesse o site Alagoas em Dados e Informações.

Cesta básica em Maceió comprometeu um percentual de 34,06% do salário atual, apresentando queda de 0,19 pontos percentuais em relação ao mês anterior.


Agência Alagoas

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa