Faeal e ACA pedem adiamento da primeira etapa da campanha de vacinação contra aftosa

Preocupadas com o estado nutricional do rebanho, a Federação da Agricultura e Pecuária no Estado de Alagoas (Faeal) e a Associação dos Criadores de Alagoas (ACA) encaminharam ofício a Adeal solicitando o adiamento da primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa para o mês de julho.

De acordo com o calendário oficial do órgão de defesa agropecuário de Alagoas, determinado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a primeira etapa é realizada durante todo o mês de maio, imunizando bovinos e bubalinos contra a doença.

As duas entidades, que representam os criadores alagoanos, afirmam que a estiagem que castiga o Estado tem afetado de forma significativa a agropecuária e, em particular, a cadeia da pecuária.

Segundo o documento, com a seca e a consequente escassez de alimentos os rebanhos, independentes da região, estão debilitados.

Mesmo com a chuva que começam a cair no Estado, as entidades alegam que os animais precisam pelo menos 60 dias para melhorar o estágio nutricional, afirmando que, no momento, eles não responderão de forma satisfatória a vacina caso ela seja aplicada no mês de maio.


Assessoria

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa