Pindorama receberá encontro da Cadeia do Coco na próxima quinta (6)

A Cooperativa Pindorama recebe,nos dias 6 e 7 de abril, mais um encontro da Cadeia do Coco de Alagoas  para sensibilização sobre o projeto de Transferência de Tecnologia Bascoco,  promovido pela Embrapa Tabuleiro Costeiros. Produtores de coco, instituições, entidades e  órgãos ligados ao setor participarão do encontro.

Na quinta-feira,6, os participantes realizam durante todo dia uma visita técnica na Fazenda Jequiá, no município Jequiá da Praia.   No dia seguinte, sexta-feira,7, o encontro continua com palestras, na sede do Centro  de Treinamento Rural de Pindorama (Cetrup),com exposição de conteúdo teórico sobre integração lavoura, produção e pecuária.

Klécio Santos, presidente da Cooperativa Pindorama,  avalia positivamente o engajamento dos produtores e entidades para  impulsionar a cadeia. “Essa fase de preparação é fundamental para que o processo de aplicação de novas tecnologias de produção sejam executadas 100%.  A cultura do coco precisa desse  incentivo para reassumir seu potencial”, sintetizou.

O Brascoco

O projeto colocará à disposição dos produtores um centro avançado em tecnologia produtiva do coco e técnicas  para otimização da produção em dois centros produtivos, em Coruripe  – na Cooperativa Pindorama – e outro em São Miguel dos  Milagres, no Litoral Norte do estado.

As  chamadas ‘Unidades de Demanda do Coco’ ficarão a disposição do  produtor em um espaço de 2,3 hectares. Com a unidade experimental, o pequeno produtor poderá aperfeiçoar seu conhecimento aos moldes do centro nacional de pesquisa com materiais genéticos, variedades de manejo e sistema de irrigação a disposição para visita.

O projeto irá ajudar a atualizar o circuito de coqueiros em Alagoas, tirando do mercado coqueirais velhos antigas  técnicas de irrigação. A região do Litoral Sul de Alagoas concentra cerca de  5.300 produtores de coco.

Descrição do autor

Edivaldo Junior

Edivaldo Junior

Edivaldo Junior é jornalista, colunista da Gazeta de Alagoas e editor do caderno Gazeta Rural

Ainda não há comentários.

Participe da conversa