Mesa diretora da Assembleia Legislativa pose ser reeleita com 17 votos

O presidente da Assembleia Legislativa, Luiz Dantas (PMDB), deve retornar ao comando da Casa nesta segunda-feira, após passar a semana em São Paulo onde foi fazer revisão de uma cirurgia.

Com a volta de LD, as articulações em torno da eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa de Alagoas serão retomadas.

O nome de Luiz Dantas vem se fortalecendo à medida que se aproxima a eleição – que será realizada em 1º de fevereiro.

O atual presidente deve ser candidato único ao cargo. A “briga” deve ficar mesmo em torno de outros cargos. Isso porque o grupo que está hoje na mesa trabalha pela reeleição de todos os cargos.

Um bloco formado por dez deputados, que reúne parlamentares de oposição e alguns insatisfeitos da base do governo, tenta ocupar espaço em  funções estratégicas, como a vice-presidência e a segunda secretaria.

Pelos cálculos de um experiente deputado, o bloco que está na mesa teria, hoje, de 15 a 17 votos – contando com a adesão de dois deputados que  estariam indecisos.

A “oposição” teria hoje 10 votos. Entre os nomes que querem espaço na mesa estão parlamentares conhecidos, como Antônio Albuquerque (PTB) e Marcelo Victor (PSD). Se forem para a disputa, devem contar com o apoio de deputados como Bruno Toledo (PROS), Gilvan Barros (PSDB), Galba Novais (PMDB), Dudu Holanda (PSD), Davi Davino (PMDB), Sérgio Toledo (PSC), Ricardo Nezinho (PMDB) e Marquinhos Madeira (PMDB).

O partido do governador Renan Filho, com maior, daria na situação atual – com pelo menos 4 dos seus 11 deputado – o maior número de votos para o grupo que hoje alimenta a disputa  contra a mesa diretora.

EJ

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa