Estado lança programa que pode provocar “confronto” entre governador e prefeito

O prefeito da capital e o governador do estado chegaram a conversar sobre a possibilidade de uma aliança política. Os dois sinalizaram interesse no entendimento até março deste ano. Não deu. No meio do caminho surgiu o ex-prefeito Cícero Almeida, que se filiou ao PMDB e vai disputar as eleições para a prefeitura este ano, na oposição.

Bem avaliados em todas as pesquisas registradas e de gaveta, Renan Filho e Rui Palmeira devem protagonizar a disputa em Maceió – pelo menos nas próximas semanas.

Pelo que se sabe, Cícero Almeida vai “colar” no governo do Estado, para fazer contraponto à gestão de Rui Palmeira.

Nesse cenário, o lançamento do programa “Pequenas Obras, Grandes Mudanças” pode antecipar o “confronto” entre governador e prefeito.

O lançamento do programa, nesta segunda-feira, 30, há quatro meses das eleições, deve levar o governo de Renan Filho para o centro da disputa eleitoral em Maceió, especialmente se apenas o pré-candidato do PMDB participar do evento.

O governador, claro, passará a ser alvo de críticas de partidos e políticos que estão na base de apoio do prefeito Rui Palmeira.

Aliados do prefeito vão aguardar o lançamento, para fazer uma “leitura” e depois agir. Mas já tem gente reclamando: “não dá para entender porque o governador não fez esse programa junto com a prefeitura. Os resultados seriam melhores para a população”, reclama o dirigente de um dos partidos que dá apoio a Rui Palmeira.

Quem vai?

No arco da aliança partidária que dá sustentação a Renan Filho, além de Cícero Almeida, pelo menos outros dois nomes estão ensaiando entrar na disputa pela prefeitura: Paulo Memória (PTC) e Paulão (PT).

A assessoria do governo não confirma o convite para nenhum pré-candidato, mas segundo informações de bastidores, apenas Cícero Almeida deve participar do evento.

Conheça o programa

O programa Pequenas Obras, Grandes Mudanças, que Renan Filho lança nesta segunda-feira, com assinatura da primeira ordem de serviço na Grota do Pau D’Arco, no Jacintinho, vai custar R$ 35 milhões ao longo de 2 anos e meio.

O programa foi uma das promessas de campanha do governador Renan Filho, em 2014.

Segundo a Setrand, o programa vai contemplar 76 grotas, beneficiando diretamente mais de 250 mil pessoas com a construção dos equipamentos públicos em áreas carentes de Maceió. As obras são escadarias, pontilhões e passeios.

O programa não prevê a realização de obras semelhantes em outras cidades do Estado. Por enquanto, só Maceió.

EJ

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa